top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Wilson Lima apresenta balanço do primeiro mês de emissão da nova Carteira de Identidade Nacional no

Já foram emitidos mais de 11 mil documentos, desde 26 de abril, e o serviço segue sendo oferecido de forma gratuita ao cidadão

 

O governador do Amazonas, Wilson Lima, apresentou, nesta sexta-feira (26/05), balanço do primeiro mês de emissão da nova Carteira de Identidade Nacional (CIN) no Amazonas. O Governo do Estado já emitiu 11,2 mil documentos, dos quais 1,3 mil já foram entregues e os demais estão prontos para entrega.

“São avanços importantes que o Brasil está dando nesse sentido e o Amazonas foi o sexto estado brasileiro a fazer parte desse sistema”, destacou o governador. “Agora, seguinte, não há necessidade de pressa para poder tirar essa nova carteira porque a antiga, a que a gente tem agora, ela vale até 2032, então há um processo de transição para que isso aconteça”, alertou Wilson Lima.

 

O balanço foi feito durante visita ao Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do bairro Compensa, zona oeste de Manaus. Na ocasião, acompanhado do secretário de Segurança Pública, Carlos Alberto Manssur, outros secretários de Estado e dos deputados estaduais Adjuto Afonso, Dan Câmara e Mário César Filho, o governador Wilson Lima também entregou algumas unidades da CIN.

 

A nova Carteira de Identidade Nacional começou a ser emitida no estado no dia 26 de abril, pelo Instituto de Identificação Aderson Conceição de Melo, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), em todos os 15 PACs de Manaus, por meio de agendamento online prévio, com prazo de 10 dias para entrega. No interior, o atendimento é feito diretamente nos postos de identificação, com prazo de entrega de até 30 dias.

 

Novo modelo

O novo modelo de Carteira de Identidade Nacional unifica os números de registro do cidadão por meio do Cadastro Nacional de Pessoa Física (CPF). Dentre outras facilidades, a CIN vai auxiliar no combate à fraude, como a falsidade ideológica, e garantir mais segurança para a população. Elementos gráficos modernos também dificultam falsificações do novo modelo.

 

Outra mudança é que a carteira de identidade passa a ter formato reduzido e a se enquadra nos padrões internacionais, possuindo o código MRZ de segurança, o mesmo utilizado nos passaportes. Com isso, a entrada em países do Mercosul com o documento passa a ser facilitada.

 

A nova CIN tem um QR code que permite verificar a autenticidade do documento, bem como saber se o mesmo foi furtado ou extraviado. O novo modelo também será disponibilizado no formato digital, com a inclusão de dados de outros documentos que o cidadão desejar incluir, e no formato cartão.

 

Emissão

Na capital amazonense, as emissões podem ser realizadas em 15 unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão, geridos pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

 

Antes, porém, é necessário agendar o atendimento pela internet, por meio do link cinam.ssp.am.gov.br, disponível no site da Secretaria de Segurança Pública (www.ssp.am.gov.br) e da Polícia Civil do Amazonas (www.policiacivil.am.gov.br). O serviço é disponibilizado diariamente conforme abertura de novas vagas.

 

“É um papel moeda e esse papel tem mais itens de segurança do que o sistema anterior de identidade. Isso vai evitar fraudes”, explicou o secretário da SSP-AM, Carlos Alberto Mansur. “O serviço está sendo reforçado para fluir da melhor forma possível. Vale ressaltar que o PAC também não é só RG, nós estamos ampliando também o nosso leque de serviços”, complementou a secretária da Sejusc, Jussara Pedrosa.

 

A SSP-AM orienta que o modelo antigo do RG tem validade até fevereiro de 2032 e que, por essa razão, não é necessário ter pressa para obtenção da CIN.

 

Documentos necessários

Após o agendamento, o cidadão deve comparecer ao PAC solicitado com as informações de CPF atualizadas, munido da certidão de nascimento ou casamento originais ou cópias autenticadas em cartório e um comprovante de endereço, documentos que devem estar em condições legíveis.

 

“Achei bem legal. É inovador, prático. No tempo em que eu tirei era bem mais difícil. Foi muito rápido o atendimento. Para agendar também. Não foi longa à espera”, disse a analista fiscal Adriane Carvalho, 41, que recebeu das mãos do governador a identidade de seu filho de 10 anos, Adrian Sena.

 

O cidadão, também, pode levar outros documentos que queira incluir, de forma opcional na nova CIN digital, como por exemplo: CNH, Cartão do SUS; Título de Eleitor; Carteira de Trabalho; Carteira Profissional; Registro Militar; ou Tipo Sanguíneo.

0 comentário

Comments


bottom of page