top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Vacinação contra raiva: Amazonas segue em campanha para prevenção da doença em cães e gatos

Vacina antirrábica está disponível nos 62 municípios

 

A vacinação antirrábica para cães e gatos está disponível nos 62 municípios do Amazonas com estratégias de imunização que se adequam a cada um dos territórios municipais. A vacinação é para animais com mais de três meses de vida e que não estejam doentes.



No Amazonas, as Secretarias Municipais de Saúde (Semsa) realizam a execução das campanhas que são gerenciadas pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).



O último caso de raiva em cães e gatos no Amazonas foi registrado em 1998. A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca a importância da vacinação contra a raiva. “Para manter a doença controlada no Amazonas, é necessária a participação da população em levar os animais, reduzindo os riscos de casos humanos”, afirma.



Os 62 municípios estão abastecidos com estoque de vacinas contra a raiva, segundo informa Deugles Cardoso, gerente de zoonoses no Departamento de Vigilância Ambiental da FVS-RCP. “O Estado distribui os insumos, vacinas e seringas, para equipar os municípios no desenvolvimento das campanhas”, disse.



Em Manaus, a campanha de vacinação antirrábica segue ocorrendo, mas o imunizante é ofertado durante o ano todo na sede do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) Manaus, na zona oeste da capital.



Das cidades do Amazonas, 13 já encerraram as campanhas ou estão em processo de finalização das ações: Apuí, Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Benjamin Constant, Boa Vista do Ramos, Fonte Boa, Guajará e Nova Olinda do Norte. Mesmo em encerramento, as vacinas seguem disponíveis à população nos postos de imunização das cidades.



Cães e gatos

Os moradores do Amazonas podem levar os animais nos postos de vacinação dos municípios.  É importante que os cães estejam com coleiras e, nos mais ferozes, com focinheiras. Já os gatos devem ser levados em caixas de transporte para evitar fugas e acidentes.


Os animais devem ser conduzidos  por um adulto, visando garantir a segurança das pessoas envolvidas na vacinação. Animais doentes, com febre, diarreia e outras enfermidades não devem ser vacinados, assim como fêmeas gestantes ou amamentando filhotes.

0 comentário

コメント


bottom of page