top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Shamar: SSP-AM articula operação de combate à violência contra mulher no Amazonas

As ações vão fortalecer o trabalho já realizado no Estado pelos órgãos integrados

 

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) articula com órgãos integrados da Prefeitura Municipal de Manaus, Tribunal de Justiça do Amazonas, Defensoria Pública (DPE) e Ministério Público do Estado (MPE) uma operação para fortalecer o combate à violência familiar doméstica e contra o feminicídio, a Operação Shamar. A ação tem coordenação nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).


 

Nesta quarta-feira (16/08), foi realizada no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no bairro de Petrópolis, uma reunião para alinhar as estratégias de ação, que serão desenvolvidas dentro da programação do Agosto Lilás.


 

A operação Shamar é coordenada pela Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Diopi/Senasp) e conta com o apoio do Ministério das Mulheres (MM) e do Colégio de Coordenadores das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar dos Tribunais de Justiça Estaduais (COCEVID).


 

No Amazonas, a Shamar é coordenada pela SSP-AM, Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e Polícia Civil (PC-AM) e desenvolvida de forma integrada com secretarias do Governo do Amazonas, da Prefeitura de Manaus, Tribunal de Justiça do Amazonas, Defensoria Pública (DPE), Ministério Público do Estado (MPE) e Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

 

Canais de denúncia

 

Em caso de suspeita ou violação dos direitos da mulher, a orientação é procurar uma delegacia de polícia especializada ou ligar para o 190 ou para a Central de Atendimento à Mulher do Ministério das Mulheres, através do 180 e 181 da SSP-AM.



O Ligue 180 é a Central de Atendimento à Mulher do Ministério das Mulheres que presta escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência. A SSP-AM coloca à disposição o Disk Denúncia 181. Nos dois canais, a ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.


 

As denúncias podem ser feitas tanto pelas mulheres como por testemunhas da violência. O 180 também está disponível no WhatsApp: (61) 9610-0180.

0 comentário

Comentários


bottom of page