top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Sejusc vai atuar na prevenção das violações de direitos humanos

Equipes atuarão de forma integrada com demais órgãos durante período de festas carnavalescas

O mês de fevereiro tem folia e diversão com as festas de Carnaval que tomam conta da cidade. Para informar o público e prevenir violações de direitos humanos, a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) vai atuar durante a programação do “Carnaval da Floresta”, promovido pelo Governo do Amazonas.


As ações educativas e de conscientização serão coordenadas para promover direitos das mulheres, idosos, crianças e adolescentes, e pessoas com deficiências (PcD).

Toda a mobilização se baseia em garantir os direitos da população que irá brincar o carnaval de rua completo pela primeira vez após o período pandêmico.

As ações consistem em abordagens educativas e preventivas ao público, com informações acerca das violações de direitos humanos, equipe psicossocial, apresentação de canais de denúncias. Se necessário, o cidadão receberá atendimentos, referenciamentos e acompanhamentos. Além disso, a Sejusc vai contar com uma cartilha digital, na qual constam informações de direitos, orientações e apoio.

As secretarias executivas de Direitos da Criança e Adolescente (Sedca), de Políticas para Mulheres (SEPM), de Direitos Humanos (SEDH), da Pessoa com Deficiência (SEPCD), de Cidadania (Secid) e de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi) atuarão nas atividades.

Comunicação

Além das abordagens sociais das equipes, a Sejusc vai disponibilizar kits de material audiovisual informativo para os organizadores dos eventos. Durante os intervalos dos shows e atrações, os vídeos serão passados nos telões.

A Sejusc conta ainda com a cartilha “Carnaval na Floresta”, que traz informações sobre os direitos de mulheres, idosos, pessoas com deficiência (PCDs), crianças e adolescentes, em um formato digital, incluindo uma lista de canais de denúncias e apoio às vítimas.

O documento lista os tipos de violências e mostra exemplos de cada uma delas, a fim de orientar a população sobre situações cotidianas ou que possam ocorrer em bandas de rua e blocos privados de Carnaval.

Outra ação é a disponibilização de um roteiro aos apresentadores para que sejam abertos espaços de informação durante as programações.

Pessoas com deficiência

A Sejusc, por meio da Secretaria Executiva da Pessoa com Deficiência (SEPCD), além da conscientização, vai atuar na garantia da acessibilidade de pessoas com deficiência (PcDs) aos eventos promovidos pelo Governo do Estado, bem como na orientação aos organizadores dos demais eventos de rua.

A partir do dia 16 de fevereiro, o “Espaço Acessível” estará disponível para PcDs em frente ao Bloco G, no Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho – Sambódromo de Manaus. O local irá funcionar até o desfile das escolas de samba do Grupo Especial, no sábado (18/02).

O espaço terá banheiros adaptados e auxílio de equipes da Sejusc, que contará ainda com o traslado de usuários entre a Vila Olímpica e o Bloco G, em uma van adaptada para o deslocamento de pessoas com mobilidade reduzida.

Pontos de ação

A Sejusc estará presente nos seguintes eventos:

• Três edições do Carnaval do Povo, na zona leste

• Banda Maria Vem com as Outras, no Centro

• Desfile do Grupo de Acesso, no Sambódromo de Manaus

• Desfile do Grupos Especial, no Sambódromo de Manaus

• Banda Difusora, no Centro

• Banda da Bica, no Centro

• Banda do Boulevard, na avenida Boulevard Álvaro Maia

• Bloquinho do Uendel Pinheiro, no Podium da Arena da Amazônia

• Galo de Manaus, no Sambódromo de Manaus

• Bloco das Piranhas, no Sambódromo de Manaus

• Carnaboi, no Sambódromo de Manaus

0 comentário

Comments


bottom of page