top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Seas divulga disque-denúncia para combater abusos contra crianças e adolescentes

População amazonense pode denunciar quando souber ou flagrar casos de abuso e exploração sexual durante período de festejos carnavalescos

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), divulgou, nesta terça-feira (07/02), os números de telefone do disque-denúncia para combate aos abusos e exploração contra crianças e adolescentes no Carnaval na Floresta 2023, em Manaus.


Durante todo o período carnavalesco, na capital, equipes formadas por assistentes sociais e psicólogos da Seas estarão presentes nos blocos de ruas, desfiles de escolas de samba e demais festas de Carnaval realizando abordagens sociais, como parte da programação do “Carnaval na Floresta”, do Governo do Amazonas.

Além disso, a população amazonense pode denunciar quando souber ou flagrar casos de abuso e exploração de crianças e adolescentes por meio dos números: (92) 99221-9643, 99393-3079 e 99328-9176.

O disque-denúncia funcionará somente nos dias de Carnaval, sendo um ponto de apoio ao Disque 100, que é o canal oficial e permanente de denúncias contra violações dos direitos da criança e adolescente. Caso haja algum flagrante, as equipes técnicas do estado realizarão as providências necessárias.

De acordo com a diretora do Departamento de Proteção Social Especial (DPSE) da Seas, Adriana Pelin, as denúncias da comunidade podem amenizar a situação das crianças e adolescentes que sofrem abusos e exploração.

“A denúncia é importante para tentar conscientizar as pessoas sobre os danos causados por essas situações, a questão do trabalho infantil, a questão de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes, toda e qualquer forma de violação de direito contra criança e adolescentes. A Seas é um apoio à rede de proteção por também trabalharmos a questão da proteção da criança e adolescente junto com as demais secretarias”, ressaltou Adriana Pelin.

Abordagens

O objetivo das abordagens nos locais em que estiverem ocorrendo festas de Carnaval é resguardar e assegurar os direitos e a dignidade de crianças e adolescentes.

As ações serão feitas de forma educativa e social, com orientações. São utilizados materiais de divulgação, como panfletos e ventarolas, além da divulgação dos serviços oferecidos pelo Estado, como identificar as violações e onde buscar ajuda.

0 comentário

Comments


bottom of page