top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Saúde mental: SES-AM alerta sobre a importância de identificar e cuidar da depressão

Psicóloga explica que é fundamental que a população esteja ciente dos sinais de alerta e saiba como buscar ajuda 

 

A depressão é uma doença grave que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. A doença mental é caracterizada pela persistência de um estado de tristeza profunda, que interfere significativamente na capacidade da pessoa de realizar atividades cotidianas e de desfrutar de momentos de prazer. A Secretaria de Estado do Amazonas (SES-AM) tem como objetivo alertar a população sobre a importância de prevenir e cuidar da depressão. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que mais de 300 milhões de pessoas sofrem com a doença. No Brasil, dados do Ministério da Saúde apontam que, em média, 11,3% dos brasileiros relataram ter recebido um diagnóstico médico da doença. 

 

De acordo com a psicóloga Mara da Costa, que atua no Hospital do Coração Francisca Mendes, a depressão é uma doença que afeta a emoção e o comportamento das pessoas, levando a uma mudança significativa no humor, no apetite, no sono e na disposição para realizar atividades cotidianas. 

 

“A tristeza é uma coisa que acontece, uma situação, algo que deixou você triste, mas em algum momento você vai estar superando. A depressão é longa, às vezes você precisa de ajuda de medicação, uma ajuda médica para estar atuando ali naqueles sintomas. Às vezes, a gente precisa realmente investigar e ter esse cuidado, para que o paciente possa responder positivamente. A depressão não é um tratamento rapidinho, precisa realmente de acompanhamento de longo prazo, e todo mundo tem que estar envolvido, incluindo a família”, disse a psicóloga.  

 

Sinais 

Os sinais da depressão podem variar de pessoa para pessoa, mas alguns sintomas são comuns entre aqueles que sofrem dessa doença. Os mais comuns incluem uma sensação persistente de tristeza, falta de interesse ou prazer em atividades que antes eram consideradas agradáveis, alterações no sono, apetite e energia, fadiga. Esses sinais podem ser persistentes por semanas ou meses, e podem se agravar e afetar negativamente a qualidade de vida do indivíduo. 

 

“A depressão faz com que a gente perca a vontade de fazer atividades, de comer, de dormir, de ser feliz. É a famosa história, hoje está tudo ‘coloridinho’ para alguns e para outro não. Tem pessoas que confundem um período de tristeza, que é uma coisa comum do ser humano com depressão”, completa a profissional. 

 

Tratamento 

Existem diversas formas de tratar a depressão, que variam de acordo com a gravidade dos sintomas e das necessidades individuais de cada pessoa. O tratamento pode envolver terapia, medicamentos antidepressivos ou uma combinação dessas abordagens. Além disso, atividades como exercícios físicos, meditação e mudanças no estilo de vida podem ser úteis para complementar o tratamento. 

 

A rede de apoio é um importante recurso para as pessoas que sofrem de depressão. Amigos, familiares e profissionais de saúde podem oferecer suporte emocional e auxiliar na busca de tratamento. Além disso, existem grupos de apoio formados por pessoas que enfrentam ou já enfrentaram a depressão, que podem compartilhar experiências e oferecer orientação. 

 

Como buscar ajuda 

Para buscar ajuda na rede pública, o primeiro passo é procurar uma unidade básica de saúde (UBS) próxima à sua residência. Os profissionais de saúde das UBSs estão capacitados para identificar sinais de depressão e encaminhar o paciente para atendimento especializado, se necessário. Além disso, existem serviços especializados em saúde mental nas unidades de referência em saúde mental, nas Policlínicas, Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e Centro de Saúde Mental do Amazonas (CESMAM), a depender do caso apresentado pelo paciente, e que oferecem tratamento gratuito e de qualidade para a população.

0 comentário

Comentarios


bottom of page