top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Quando experimentamos a responsabilidade na prática, tudo modifica', afirma aluna do projeto CNH

Ao todo, 37 alunos da rede estadual de ensino concluíram a primeira fase do programa do Governo do Amazonas que prepara futuros motoristas

 

Aos 17 anos, a estudante Yasmin Ramos, que cursa a 3ª série do Ensino Médio, deu um passo importante para o seu futuro. A adolescente é uma entre os 37 alunos do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Gilberto Mestrinho, a concluir a primeira etapa do projeto “CNH na escola”, que integra o programa Detran Cidadão, do Governo do Amazonas.


 

Durante encerramento do curso de Legislação de Trânsito, Yasmin, acompanhada do também aluno do Ceti Gilberto Mestrinho, Marcos Paulo, recebeu das mãos do vice-governador, Tadeu de Souza, do diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Rodrigo de Sá, e da secretária de Estado de Educação e Desporto Escolar, Kuka Chaves, o certificado que a torna apta para seguir para a próxima etapa: as aulas de direção. Isso será possível quando os alunos desse projeto-piloto tiverem completado 18 anos, idade mínima para obter a permissão para dirigir.


 

“Pela primeira vez, dentro do projeto da CNH Social, a gente entrega certificados de conclusão de curso de legislação para alunos do Ensino Médio. E quando completar 18 anos, eles vão poder participar do programa de CNH Social e ter acesso a sua habilitação para dirigir. Isso transforma vidas”, destacou o vice-governador Tadeu de Souza.

 


Para Yasmin, ter essa oportunidade aos 17 anos, com os amigos da escola, muda a forma dos estudantes verem o mundo. “A visão da realidade é uma coisa, mas quando experimentamos a responsabilidade na prática tudo modifica”, comentou a aluna.


 

Além dos 37 alunos do Ceti Gilberto Mestrinho, outros 190 estudantes da rede estadual de ensino estão em fase de conclusão do curso de Legislação de Trânsito, a partir do projeto “CNH na Escola”. Atualmente, o projeto-piloto do Governo do Amazonas está em quatro escolas da rede na capital: Ceti João dos Santos Braga (60 alunos); Ceti Áurea Braga (90 alunos); Instituto de Educação do Amazonas (IEA - 40 alunos).


 

Para a secretária de Educação, Kuka Chaves, o projeto-piloto lançado pelo Governo do Amazonas permite aos estudantes alcançar grandes oportunidades na vida profissional.


 

“Essa iniciativa oportuniza transformar a vida dos nossos alunos. A partir do momento que o estudante está habilitado, ele sai com uma potencialidade de ganho de inserção no mercado de trabalho, mudando sua vida e a vida de sua família”, comentou a secretária.

 

O projeto atendeu alunos da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio da rede pública estadual, oferecendo as aulas de legislação de forma gratuita.

0 comentário

Comments


bottom of page