top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Polícia Civil do Amazonas alerta para golpes aplicados contra idosos em agências bancárias

Os criminosos se aproveitam da movimentação em bancos para obter vantagens indevidas sob os idosos

 

Agências bancárias costumam ter um grande fluxo de idosos, geralmente, entre o fim de um mês e começo de outro, em razão dos pagamentos dos salários ou benefícios oriundos de programas sociais do governo. Por isso, é preciso que esse público tenha atenção em condutas suspeitas de pessoas que aproveitam-se da vulnerabilidade deles para cometer atos ilícitos.


 

O delegado Jander Mafra, titular do 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), explica que os criminosos se aproveitam dessa movimentação em bancos para obter vantagens indevidas sob os idosos, em razão das limitações da tecnologia que eles possuem.


 

“Os autores se apresentam aos idosos como funcionários do banco, geralmente oferecendo ajuda, a fim de ganharem a confiança deles para, posteriormente, conseguir ludibriá-los a realizarem transações bancárias e empréstimos. Eles também se aproveitam da distração das vítimas para trocar o cartão bancário delas por um outro”, disse.


 

Conforme o titular, a prática criminosa está caracterizada como estelionato, devido o autor obter para si, ou para terceiros, vantagem ilícita, causando prejuízo à vítima e a induzindo ao erro por meio fraudulento. O crime tem como pena um a cinco anos de reclusão, quando praticado na modalidade simples. Porém, se for fruto da internet, ligação ou algum meio de comunicação, a punição pode chegar a oito anos.


 

Orientações

 

O delegado ressalta que a vítima deve ter sempre suas senhas dos cartões bancários guardadas na memória, ou em um local totalmente seguro, para que terceiros não tenham acesso.


 

“É primordial, também, que os idosos estejam sempre acompanhados de pessoas de confiança e, de preferência, que tenham afinidade com tecnologia para manusear os caixas eletrônicos. E, caso seja oferecida ajuda na agência bancária, se certifique de que se trata realmente de um funcionário do banco”, relatou.


 

Caso de grande repercussão

 

Em março deste ano, oito pessoas foram presas em Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus) por associação criminosa envolvendo golpes praticados contra idosos em agências bancárias, daquele município. Eles ofereciam auxílio aos idosos e, com a empreitada criminosa, conseguiram obter vantagem financeira que varia entre 5 mil a 10 mil reais.

 

Registro de ocorrência

 

O Boletim de Ocorrência (BO) para o crime de estelionato pode ser registrado de maneira presencial em qualquer delegacia da Polícia Civil, ou por meio da Delegacia Virtual (Devir), no endereço eletrônico: https://delegaciavirtual.sinesp.gov.br/portal.

 

O crime de estelionato necessita de representação da vítima, ou seja, é preciso o comparecimento da mesma na unidade policial onde o fato foi registrado para dar o devido andamento ao procedimento instaurado.

0 comentário

Comments


bottom of page