top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Parintins 2023: Pessoas com deficiência falam da importância do espaço exclusivo oferecido pelo GOV

A cada noite 30 PcDs usufruem do espaço com seus acompanhantes

 

“Nós merecemos ter um local próprio nesse festival e em outros eventos”, observa a autônoma Ralice Taveira. Ela tem baixa visão e pôde assistir à apresentação do Caprichoso, atenta aos detalhes, por estar no Espaço Acessível, do Governo do Amazonas, exclusivo para pessoas com deficiência PcDs.

A área é situada no centro do Bumbódromo, à frente dos camarotes, e conta com tradução em Língua Brasileira de Sinais (Libras), audiodescrição, banheiros adaptados e água. Ele é administrado pela Secretaria Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), com apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Neste ano, o Governo do Estado reformou o local e o piso foi elevado para melhorar a visão dos usuários do espaço.

 

Este foi o segundo ano de Ralice no Espaço Acessível, e ela ressaltou o conforto e a segurança do local.

 

“Eu soube desse espaço ano passado e agora consegui de novo. Eu tenho baixa visão e acho que é muito importante, nós merecemos ter um local próprio nesse festival e em outros eventos. A gente também se apaixona pelo boi e eu amei o trabalho”, garante a torcedora azulada.

 

Do lado avermelhado, Davi Tavarez, de 16 anos, assistiu ao Garantido buscar o título ao lado da mãe, Solange Dutra. O rapaz tem Transtorno do Espectro Autista (TEA) e vibrou a cada explosão da galera.

 

“O governo está de parabéns por oferecer esse espaço às pessoas com deficiência. Eu sou mãe de um autista, é a segunda vez que eu venho. É uma inclusão muito importante, a localização dele é ótima, porque tem muitos que têm dificuldade no acesso e dar oportunidade de assistir a esse espetáculo é maravilhoso” destacou a Solange.

 

Inclusão e Acessibilidade

 

O Governo do Amazonas trabalha para incluir, cada vez mais, todos os grupos em seus eventos. O Espaço Acessível é assegurado em todos os eventos públicos estaduais de Manaus e em grandes eventos, como o 56º Festival Folclórico de Parintins.

Jussara Pedrosa, titular da Sejusc, frisa que são 90 pessoas com deficiência atendidas nas três noites de festival, e cada uma delas têm direito a um acompanhante. Ela pontua que tudo foi pensado para garantir que todos pudessem brincar de boi-bumbá.

 

“A Sejusc é uma secretaria com um grande leque de demandas e temos uma secretaria exclusiva para Pessoas com Deficiência, para Mulheres, Cidadania, Idosos e de Direitos Humanos, então, estamos aqui garantindo e caprichando nas ações para assegurar o combate à violação dos direitos humanos”, finaliza a secretária.


0 comentário

Comments


bottom of page