top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Novos cursos de mestrado da UEA são aprovados pela Capes

Foram aprovados os mestrados em Música e Engenharia Elétrica, ambos inéditos no Amazonas

 

Dois novos cursos de mestrado profissional da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) foram aprovados pelo Conselho Técnico Científico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CTC/Capes). A universidade teve a autorização para criar cursos pioneiros que, até então, não eram ofertados no Amazonas. São eles: mestrado em Música, da Escola Superior de Artes e Turismo (Esat), e mestrado em Engenharia Elétrica, da Escola Superior de Tecnologia (EST).

A UEA tem, ainda, outros quatro cursos em processo de análise pelo conselho: mestrado acadêmico em Geografia, doutorado em Direito Ambiental, doutorado em Letras e Artes e o mestrado profissional em Administração. No total, a universidade pode ter até seis novos cursos aprovados pela Capes. O processo é acompanhado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (Propesp).

Segundo o reitor da UEA, Prof. Dr. André Zogahib, a criação dos cursos de mestrado e doutorado representa um avanço significativo para a educação na região. “A UEA está fortemente comprometida em promover e valorizar o conhecimento tanto na graduação, quanto na pós-graduação. Ficamos contentes com a notícia, pois sabemos que os novos cursos chegam para preencher uma lacuna educacional no Amazonas. Essa é uma conquista que deve ser celebrada por todos”, disse.

Durante a avaliação das propostas, a Capes analisa a produção acadêmica dos professores ao longo do último quadriênio, o projeto pedagógico do curso, além de outros aspectos que envolvem a infraestrutura e adequação do curso ao desenvolvimento regional e nacional.

A avaliação indicou que ambos os cursos contam com infraestrutura administrativa e laboratorial adequada às atividades de ensino, pesquisa e desenvolvimento, bem como dos recursos bibliográficos apresentados.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da UEA, Prof. Dr. Roberto Mubarac, celebra a aprovação dos mestrados e destaca o potencial dos novos cursos. “Ao sermos a primeira instituição a ofertar um determinado curso na região, nos colocamos como pioneiros. Além disso, também estamos atendendo a uma demanda antiga por cursos de pós-graduação nessas áreas. Todo esse avanço contribui para a fixação e melhoria da qualidade do ensino e, consequentemente, para a formação de novos profissionais capacitados”, comentou.

0 comentário

Comments


bottom of page