Buscar
  • Adauto Silva

Mensagens que mataram Kimberly e motivaram o suicídio do pai de Rafael Fernandes



O agora assassino confesso Rafael Fernandes Rodrigues, 31, autor da morte da Miss Manicoré, Kimberly Karen Mota, 22, que foi encontrada morta no apartamento de Rafael, em um condomínio no Centro de Manaus, chegou à sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em Manaus, às 21h36 da noite deste sábado (16).


O que motivou o crime

Após assumir o crime, Rafael disse à polícia que teria lido mensagens de outros homens no celular de Kimberly e não teria gostado do que viu.

"Eu peguei uma faca e esperei a Kimberly dormir para desferir os golpes contra ela". contou Rafael.

As facadas atingiram o pescoço e o tórax da vítima.


Ela teria ido ao banheiro e deixado o celular no quarto de Rafael. Nesse momento, ele teria pegado o celular da sua ex-namorado e encontrado mensagens dela com outros homens. Rafael ficou aborrecido com as mensagens e foi até a cozinha, onde pegou uma faca e retornou com o objeto para o quarto. Deitou-se ao lado de Kimbery e escondeu a faca na cama. Após ter esperando a miss dormir, ele desferiu o primeiro golpe.
Rafael contou que ele tentou se livrar do corpo. Já morta, carregou o corpo de Kimberly até o banheiro para lavar e retirar as marcas de sangue. Depois iria vestir a vítima e se livrar do corpo.



Suicídio do Pai de Rafael

Outra morte causada por Rafael foi o suicídio de seu pai. Ao saber da ação do filho, o pai de Rafael ainda falou com o filho por telefone e pediu que ele se entregasse, com a negativa do filho e sem aguentar a pressão psicológica, o homem resolveu tirar a própria vida, se atirando na frente de um metrô em São Paulo.


Segundo a polícia o corpo de Nilton Rodrigues, pai de Rafael Fernandez, foi encontrado nos trilhos do metrô da barra funda, em São Paulo. A morte teria aconteceu na noite de quinta-feira (14).


Rafel contou a Polícia que ainda ligou para o pai, que pediu que ele se entregasse.


Mãe de Rafael


Após um suposto depoimento da mãe de Rafael, que teria ofendido os amazonenses e a capital Manaus, com a repercussão do crime cometido pelo filho, a mãe do agora réu confesso, teria ligado para a polícia em Manaus, para saber informações sobre o caso e teria comentado:


A mãe disse que Rafael precisava pagar pelo que fez com a namorada e reconheceu a culpa do filho.

"Ele procurou e achou", relatou dona Fátima, que mora em São Paulo.




Revolta Manauara

Nas redes sociais foi grande a revolta de Manauaras que não gostaram das supostas ofensas feitas pela mãe de Rafael. Em uma delas, após a prisão do foragido, foi postado:


Chegada dos policiais que foram até Boa Vista trazer esse lixo que os pobres de Manaus não mataram e nem roubaram seu carro, o mesmo não podemos dizer desse covarde que de forma cruel tirou uma vida de uma Pessoa querida na Cidade e por sua família ..chegou no prédio da DEHS e já sentiu o drama


A Família de Kimberly em Manicoré

Familiares de Kimberly, sabem que a prisão de Rafael não mudará o trágico destino que o ex-namorada traçou para a jovem, mas a prisão tira a angústia da impunidade desse trágico homicídio.

Na cidade natal da ex Miss Manicoré, conterrâneos da jovem soltaram foguetes, após ter sido anunciada a prisão de Rafael Fernandes em Pacaraima.




Desfecho do Caso

Rafael que estava foragido desde a noite de domingo, quando cometeu o crime, foi preso na sexta-feira (15) em Pacaraima, município no interior de Roraima. Segundo a polícia ele tentava fugir para a Venezuela e posteriormente para a Espanha.

O homicida foi trazido para Manaus neste sábado onde está preso a disposição da justiça.

0 comentário