Buscar
  • Adauto Silva

Matei minha filha para que ela não ficasse sozinha: Matei a mãe, avó e eu ficaria preso, confessou

Um homem foi preso em flagrante depois de ligar para a PM (Polícia Militar) informando que havia matado a esposa, a filha de três anos e a sogra.



Preso em flagrante nessa terça-feira (18), Miqueias da Silva Santana, de 30 anos, afirmou que matou a filha de 3 anos para que ela não ficasse sem os pais. O homem é suspeito de assassinar a esposa, a sogra e a filha com golpes de pá. O crime aconteceu em Campinas, interior de São Paulo.



Na mente dele, ele entendeu que seria a melhor solução, conforme declarações, porque ela [a filha] ficaria sem mãe, avó e o pai, porque o pai ficaria preso”, explicou o delegado Mateus Rocha ao G1.



Ele foi preso em flagrante suspeito de matar a filha, Manuella Bernardes Santana, a esposa, Claudia Bernardes Santos, de 34 anos, e a sogra, Creuza Aparecida Bernardes, de 71 anos.



Conforme o delegado, no momento da prisão, o homem aparentava estar tranquilo. “Estava bastante tranquilo, aparentemente tranquilo, e falou tudo espontaneamente. A princípio houve um histórico de discussões, mas nada além disso, não há notícias de agressões anteriores”, disse.



Em depoimento, o homem contou aos policiais que o casal teve um desentendimento há cerca de três meses, o que teria causado conflito no convívio entre ambos. “Até que na data de ontem houve nova discussão, ele saiu de casa a pretexto de buscar refrigerante para família, e decidiu que era aquele o momento de praticar o crime”, afirmou.

A autoridade explicou que após voltar para a residência, pegou a arma e agrediu a sogra. Claudia tentou salvar a mãe dos ataques, mas também acabou sendo atingida. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou que o homem confessou o crime.



A polícia encontrou os corpos das vítimas atrás de um sofá e prendeu o suspeito. O caso foi registrado como feminicídio pela 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Campinas.

0 comentário