Buscar
  • Adauto Silva

Manacapuru: Fiscalização faz blitz e fecha bares em cumprimento a decreto da pandemia


Com 90 novos casos e 5 obitos nos últimos 7 dias, as forças de saúde e segurança de Manacapuru voltam às ruas da cidade para cobrar o cumprimento do decreto que determinou as não aglomerações, fechamento de bares e similares às 23 horas e toque de recolher a partir da meia noite.



Número de Casos e Óbitos em 7 dias 25/04 - 7.739 casos - 310 óbitos - taxa de mortalidade 4,01 18/04 - 7.649 casos - 305 óbitos - taxa de mortalidade 3,99

Na noite deste sábado 25/05, o Comitê de Crise, que atua no combate ao avanço da covid-19 em Manacapuru, fechou duas conveniências por estarem funcionando fora do horário previsto nos decretos, e a Polícia teve que dispersar aglomerações em dois postos de combustíveis da cidade.

Na noite desta sexta-feira (24), o Comitê de Crise, fechou 8 bares e conveniências que estavam em atividade foram do horário permitido em decreto.

Os estabelecimentos, além de descumprirem o horário, não estavam em conformidades com as medidas de segurança sanitária, que determina que seja preenchida apenas 50% da capacidade do espaço, além da disponibilização de álcool em gel e o uso de máscaras em áreas internas.


Em relação ao horário de funcionamento, a determinação diz que os estabelecimentos como bares e afins, devem funcionar até as 23 horas, e a circulação de pessoas deve ocorrer até a meia noite, já que das 00h às 06h da manhã, é decretado toque de recolher.


Após o fechamento dos bares, várias pessoas se reuniram em frente ao Posto de Combustíveis 2000, e continuaram aglomerados ingerindo bebidas alcoólicas, foi preciso a Policia Militar agir de forma mais enérgica para que as pessoas pudessem cumprir as determinações do toque de recolher.



Neste domingo, as fiscalizações serão intensificadas na cidade, visando o cumprimento das determinações, inclusive, com a autuação, multa e cassação de alvará dos estabelecimentos rescindentes, e a detenção de pessoas que furem o toque de recolher.

As ações também foram intensificadas nos balneários de Manacapuru, sejam eles públicos ou privados, visando que as determinações sejam cumpridas

0 comentário