Buscar
  • Adauto Silva

Macumbeiro estupra adolescente de 15 anos durante trabalho para dar sorte para a jovem



Alcimar Paulo da Gama Carvalho (36), conhecido com 'Paulo Macumbeiro', foi preso na tarde desta terça-feira (20), por ims equipe da Delegacia Especializada de Manacapuru. Paulo Macumbeiro é acusado de ter estuprado uma adolescente de 15 anos idade, o crime ocorreu no ultimo dia 26 de março, na residência dele, localizado na Rua Josefa Menezes, bairro Morada do Sol.



De acordo com as investigações da Polícia Civil, Paulo Macumbeiro e a vítima eram conhecidos de vista, quando no dia do crime, ele convidou a menor para ir até a casa dele, onde o mesmo iria fazer um trabalho de umbanda para a mesma ter sorte na vida, a menor, foi até ao local, então, ele cometeu os abusos, como explica a Roberta Merly, Delegada da Especializada de Manacapuru.


"Eles se viram na rua este dia, então ele a convidou, dizendo que ia fazer um trabalho de sorte, ao chegar no local, a vítima relatou que haviam velas acessas, e algumas imagens de entidades, ele então disse que estava recebendo uma entidade, cortou o cabelo dela para fazer uma especie de pacto, em seguida disse que ela precisaria ficar nua, foi então que a vítima achou estranho e se recusou, no momento em que o suspeito a atacou e praticou sexo a força com ela". Disse Merly


Após sofrer os abusos, a menor retornou para casa e contou para a mãe, que procurou a Delegacia de Manacapuru para realizar a denúncia. Segundo a delegada, como não havia situação de flagrância, e após a comprovação do crime, foi pedido da justiça o prisão do suspeito.


"Após a denúncia, nós realizamos todos os procedimentos necessários, inclusive esse menor passou por exame de conjunção carnal, que comprovaram o ato, inclusive, os exames apontaram que a adolescente era virgem, antes de sofrer os abusos sexuais, nós encaminhamos ela para o atendimento especializado e representamos pedido de prisão preventiva como esse suspeito, o que foi cumprindo agora a tarde". Ressaltou Merly


Durante a prisão, haviam duas mulheres na residência, que confessaram que foram ao local para realizar trabalhos de feitiçaria, mas segunda Merly, é possível que outras mulheres também tenham sido vítimas desse homem.


"Essas duas mulheres que estava na casa eram maiores de idade, relataram que estavam lá por vontade própria para realizar um trabalho de macumbaria, mas nós não descartamos a possibilidade de aparecerem outras vítimas, uma vez que ele usava desse argumento de realizar os trabalhos de feitiçaria para ter contato com mulheres, então, se alguma outra mulher foi vítima desse suspeito, procurem a delegacia, façam a denúncia para que nós possamos estar tomando as providências". Finalizou


O Paulo Macumbeiro, agora está na carceragem da Delegacia de Manacapuru, onde vai ficar a disposição do Poder Judiciário.


Vídeo da Prisão



0 comentário