top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

IRA》Bastidores do triplo homicídio criam linhas de investigações que podem levar à autores do crime


Trio é executado no Cacau Pirera no Amazonas

Cacau Pirera (AM)

Thiago de Oliveira Silva, Wendreus de Jesus Oliveira e Juno de Paula de Melo, os dois primeiros com passagem pela polícia, são os três homens mortos na tarde desta quarta-feira (29), no bairro Castanhal, município de Cacau Pirera, interior do Amazonas.




O trio chegou ao local por volta de 15:30 em uma caçamba carregada de material de construção, que seriam entregues no local. Segundo a policia Militar, os suspeitos chegaram em uma motocicleta e em seguida, pediram para o trio descer da caçamba e se deitar no chão, depois eles atiraram nos homens e fugiram do local.



Segundo registros da SSP/AM, duas das vítimas tinham passagem pela polícia.

Thiago de Oliveira Silva e Wendreus de Jesus Oliveira, que trabalhavam como auxiliares da terceira vítima, motorista Juno de Paula de Melo, ja se envolveram em crimes cometidos na região



A polícia investiga a suspeita do trio ter caído em um emboscada. Investigações preliminares mostram que a carrada de areia que seria entregue pelos homens em uma casa, não foi confirmada pela proprietária.



Trote de mais 2 corpos

No local do crime, minutos após o triplo homicídio, a divulgação de mais dois corpos abatidos a tiros no Cacau Pireira, levou alguns meios de comunicação digital a divulgar uma chacina com cinco mortos em Iranduba. Após apuração dos fatos constatou-se que se tratava de um trote.



Denuncias

Após o crime várias foram a denúncias que levam o caso a uma suposta vingança. Moradores da região relatam que as vítimas eram conhecidas em Iranduba, por venda de tijolos que não se concretizaram ou não batiam com o quantitativo comprado. Textos e áudios foram publicados nas redes sociais com esse teor, levantando a suspeita de um suposto acerto de contas, linha de investigação que não será descartada pela polícia.


A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros deve investigar o caso. 

0 comentário

Comments


bottom of page