top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Homem se apresenta em delegacia de São Paulo e confessa participação na morte de Dom e Bruno no AM

Após fugir para não ser morto por facção em Manaus, Gabriel foi para Atalaia do Norte, interior do Amazonas e lá pilotou a lancha que Pelado usou para matar Dom e Bruno




O Manauara Gabriel Pereira Dantas é o mais novo personagem do duplo homicídio de repercussão internacional ocorrido no município de Atalaia do Norte, interior do Amazonas, que vitimou o indigenista Bruno Araújo e o jornalista Britânico Dom Phillips, crime ocorrido em junho deste ano.



Gabriel Pereira se apresentou em uma delegacia da cidade de São Paulo e confessou ter participação no crime. No depoimentos o Manauara contou que estava morando em Atalaia do Norte deste maio deste ano, quando saiu de Manaus fugindo da ameaça de morte que lhe foi feita por uma facção por dívida de drogas.



"Pra não morrer eu saí de Manaus e vim aqui pra Atalai, como eu estava sem fazer nada, o Pelado me chamou pra eu dirigir o motor rabeta dele. A gente tava viajando no rio quando avistamos a lancha que viajava o Bruno e o magrelo (forma que ele identificou Dom Phillips), a gente se aproximou deles, porque eles iam devagar. quando nós chegamos a uns três metros de distância o Pelado atirou no magrelo, recarregou a espingarda e depois atirou no Bruno", relatou Gabriel.




Ainda segundo o depoente, eles (depoente, Pelado e o irmão) rebocaram a canoa com os dois corpos para uma área de mata, foram chamar mais dois homens que moravam nas proximidades e desovaram os corpos.


"Os corpos foram esquartejados e depois enterrados, na bolsa deles tinham máquinas fotográficas, celulares, eu até pensei em levar pta mim, mas fiquei com medo de ser preso e deixei tudo lá. Depois do crime eu viajei pra Santarém e de lá vim pela estada aqui pra São Paulo, fugido, mas depois de toda repercussão do crime eu fiquei com um peso muito grande na consciência e resolvi me entregar.


O homem foi preso e deve ser transferido para Manaus, onde estão presos os outros autores e participantes do duplo homicídio.

0 comentário

Opmerkingen


bottom of page