Buscar
  • Adauto Silva

Homem é preso no Sacambu em Manacapuru por crime Ambiental, vídeos comprovam a prática

Juscelino já tinha sido avisado quando aos crimes que cometia, porém não deu ouvidos e continuou a realizar a derrubada de árvores protegidas por lei. Aí a casa caiu!




Após denúncia da proprietária de uma área de terra localizada na comunidade Sacanbu, em Manacapuru, a secretária de Meio Ambiente/MPU e a em conjunto com Policiais Militares do 9º Batalhão realizaram a prisão em flagrante de Juscelino Araújo de Souza (51), suspeito de realizar crimes ambientais, na Comunidade do Sacambu, zona rural de Manacapuru. De acordo com os fiscais da SEMMA, as denúncias iniciaram há cerca de 30 dias.



Em denúncia anterior Juscelino, foi notificado, porém, continuou a realizar a prática de derrubada de árvores protegidas por lei.


Segundo a secretária de Meio Ambiente de Manacapuru a denúncia fou feita pela proprietária das terras. Segundo ela o homem teria invadido o local, e estaria praticando a derrubada de madeiras de lei como castanheiras, e outras, como angelim, sucupira, cedrinho.



"Esse pessoal tem o hábito de derrubar essa madeira para construir canoas para vender ou até mesmo para comercializar a madeira, e hoje, nos deslocamos até ao local, juntamente com a Polícia Militar, e chegando lá, foi feito o flagrante, já que este homem, estava realizando no momento da nossa chegada a derrubada de árvores, inclusive foi encontrado com ele e com os filhos dele, motosserras e canoas com rabetas que estavam transportando a madeira que já havia sido cortada no local". Disse Francisco Barbosa - Fiscal Ambiental da SEMMA


O homem foi conduzido para a Delegacia de Manacapuru, onde foi autuado em flagrante de crime ambiental e apropriação indébita, uma vez que ele invadiu um terreno de propriedade particular para realizar a extração de madeira


Vídeos comprovam o crime ambiental



Atenção Mototaxistas de Manacapuru!

Inscreva-se e trabalhe com segurança e economia

______________________

Publicidade

___________________


0 comentário