Buscar
  • Adauto Silva

Governo do Estado repassa mais de R$ 9 milhões para OSC’s que atuam na área da assistência social

Fomento atenderá 21 instituições da capital e interior, contempladas no edital 001/2020


Fortalecendo a rede complementar de assistência social, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) repassou, nesta terça-feira (21/12), mais de R$ 9,9 milhões em recursos para 21 Organizações da Sociedade Civil (OSC’s) que atuam na capital e interior do Amazonas.



As entidades foram classificadas no Edital 001/2020 e desenvolvem iniciativas na área da Proteção Social Especial (PSE), executando serviços de média e alta complexidade. Os projetos são desenvolvidos nos municípios de Manaus, Manacapuru, Iranduba e São Gabriel da Cachoeira, totalizando 30 projetos. O fomento anunciado pelo Governo do Amazonas é aplicado anualmente nas entidades que atuam na rede complementar do Sistema Único de Assistência Social (Suas).



De acordo com a secretária de Assistência Social do Estado, Alessandra Campelo, a avaliação das instituições beneficiadas foi realizada por uma equipe de profissionais, e a partir deste filtro, ficou constatada a importância do serviço para pessoas em situação de vulnerabilidade social.



“São mais de R$ 9 milhões repassados para instituições que atuam em Manaus e no interior com todo tipo de serviço, atendimento a criança, idoso, adulto, adolescente, abordagem a crianças em situação de rua, pessoas em situação de rua, crianças que ficam em abrigos. A gente consegue a partir desse recurso ter a mão do Estado chegando até essas pessoas, que muitas vezes alcançam pessoas que não conseguimos”.



Ainda segundo Campelo, o fomento destinado às OSC’s nos quatro municípios garante a continuidade dos trabalhos das instituições para o próximo ano, tendo em vista as demandas surgidas por conta da pandemia de Covid-19.


“Com certeza as entidades vão ter um papel fundamental nesse momento de controle parcial da pandemia, a gente passa a ter uma situação socioeconômica muito agravada com o aumento no número pessoas em extrema pobreza no nosso estado, então as entidades vão ter um papel fundamental, a continuidade desses serviços. O fato de não ter nenhum intervalo vai garantir que milhares de pessoas possam ser atendidas”, avaliou a titular da Seas.


*Atendimento* – Uma das instituições contempladas pelo edital do Governo do Estado, o abrigo O Coração do Pai, localizado no bairro Japiim, zona sul de Manaus, acolhe cerca de 30 crianças de 0 a 17 anos em situação de vulnerabilidade ou que passaram por casos de violência. De acordo com a coordenadora do local, Rosângela Barros, o valor destinado é essencial para o sustento da instituição.



“Esse recurso é muito importante para que a organização continue atendendo e acolhendo crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social. É um sustento que mantém a casa, mantém as crianças com todas as suas necessidades sendo supridas, desde a alimentação até o transporte, o combustível, o pagamento dos funcionários que ali atendem as crianças. Sem dúvida esse fomento faz com que a organização realmente possa trabalhar e continuar acolhendo essas crianças”.


Thiago Gouveia, coordenador da Fazenda da Esperança para mulheres, também agradece a ajuda financeira. Para ele, o fomento garante que a instituição continue atuando a favor e resgatando pessoas com dependência química.


“Somos extremamente agradecidos por esse fomento, que ferece uma alimentação melhor, de qualidade para os acolhidos, proporciona o transporte e deslocamento para fazer todo o atendimento médico necessário. O estado tem sido parceiro dando uma atenção a essas pessoas em estado de vulnerabilidade social”, pontuou o coordenador da Fazenda da Esperança.


*FOTOS*: Bruno Zanardo/Secom

[21/12 18:09] +55 92 9136-8727: *Governo do Amazonas fortalece cobertura vacinal no interior do Estado*


_Vacinação e inserção de dados vacinais em sistema de informação fazem parte das ações_

Promovendo o programa de vacinação contra a Covid-19 no Estado, a Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), realiza, hoje e amanhã (21 e 22/12), uma visita de intensificação da cobertura vacinal e de inserção de dados vacinais nos sistemas de informações de saúde, em municípios do interior. No total, 20 cidades fazem parte da campanha, que se iniciou no começo de dezembro e segue até 31/12.


A ação tem foco em locais em que o índice de vacinação encontra-se abaixo de 40%, com a intenção de incentivar a imunização da população, além de ampliar a inserção de dados vacinais em cidades com número abaixo de 4 mil fichas digitadas no sistema de informação.


A iniciativa é coordenada pela FVS-RCP, em parceria com o Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI), da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e das secretarias municipais de saúde. Ao todo, 120 servidores foram disponibilizados para a ação.


A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, afirma que essa é uma das principais estratégias para o enfrentamento do novo coronavírus no Amazonas.


“Estamos intensificando a vacinação no Estado, principalmente no interior. Nossa cobertura vacinal completa no interior é de cerca 69% e na capital, em torno de 79%. Queremos ampliar ainda mais, por isso estamos facilitando o acesso à vacinação, com os mutirões, e na capital, a Carreta Vacina Amazonas”, ressalta Tatyana.


Segundo o enfermeiro da FVS-RCP, Lindinaldo Santos, os municípios selecionados para a campanha foram os que apresentaram uma necessidade de intensificação na imunização. “Esse tipo de ação tem sido um sucesso, o avanço tem acontecido, e quando o sistema de informação for restabelecido, esses números poderão subir, para qualificar ainda mais a cobertura vacinal no Estado”, destaca Lindinaldo, acrescentando que a ação inclui contratação de equipe própria para os dias de funcionamento.


Municípios – Os municípios contemplados com a campanha foram: Barcelos, Boca do Acre, Borba, Carauari, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Guajará, Itacoatiara, Jutaí, Manacapuru, Maraã, Maués, Novo Airão, Parintins, Santa Isabel do Rio Negro, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença Tabatinga e Tapauá.


0 comentário