top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Governo do Estado leva Ilumina+ Amazonas para Silves e Itapiranga

Programa, que substitui lâmpadas comuns por LED, começa a ser implantado terça-feira (14/03) nos dois municípios

A Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) do Governo do Estado inicia, nesta terça-feira (14/03), a implantação do programa Ilumina+ Amazonas em Itapiranga (a 239 quilômetros de Manaus) e Silves (a 267 quilômetros). O programa substitui as lâmpadas convencionais a vapor de mercúrio e metálico, de sódio e mistas, usadas na iluminação pública do interior, por LED, que ilumina mais com menor consumo de energia.



Segundo o coordenador executivo da UGPE, engenheiro civil Marcellus Campêlo, Itapiranga terá 1.232 pontos iluminados com LED na zona urbana, enquanto em Silves serão 889, dos quais 149 serão instalados em cinco comunidades rurais – Cristo Rei, Igarapé Açu, São João, Livramento e Vida.



Marcellus Campêlo destaca que, contando com as duas cidades, já são 31 o número de municípios beneficiados com LED no Amazonas e 39 comunidades rurais. O programa foi lançado em maio do ano passado e vai alcançar a marca de quase 57 mil luminárias de LED instaladas.]


“O governador Wilson Lima escolheu Silves e Itapiranga para anunciar a continuidade do programa, que hoje é desejado por todas as prefeituras. Pretendemos seguir para outros municípios ainda este ano”, destacou Campêlo.


A substituição, conforme explica, traz inúmeros benefícios, tanto para a população, quanto para as prefeituras. “Os estudos mostram que o LED pode ser até 60% mais econômico. Além de representar um ganho significativo de luminosidade e ter mais eficiência energética, produz mais iluminação por watts consumidos, gera economia de energia, reduz custos, tem maior duração, reduz emissão de carbono, não emite raios ultravioletas e não tem metais pesados, como mercúrio, na composição”, enumera o coordenador da UGPE.



O material para realização do serviço nos dois municípios sairá de Manaus nesta segunda-feira (13/03), com início dos trabalhos previsto para o dia seguinte e conclusão em aproximadamente dez dias.



0 comentário

Comments


bottom of page