top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Governo do Estado leva Festival Amazonas de Ópera para público infantil de instituições sociais de M

Projeto “Ópera Mirim” contemplou  200 crianças com apresentação especial de marionetes


O encanto movido pelos cordéis que sustentam as marionetes da companhia “O Pequeno Teatro do Mundo” contemplou, nesta semana, 200 crianças de duas instituições sociais de Manaus com o espetáculo “O Navio Fantasma”. A iniciativa integra o projeto “Ópera Mirim”, fruto da parceria entre o Fundo de Promoção Social (FPS) e a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. 

Os pequenos do Centro Social São Benedito, na zona sul, e da Associação de Apoio e Resgate (AMAR), na zona leste, tiveram a oportunidade de assistir a clássica história do Holandês Errante, reconhecida mundialmente por seu famoso navio e capitão que foram condenados a viver pela eternidade a velejar pelos mares.

“Essa é a forma que o Governo do Estado encontrou de levar novos eventos e cultura para as famílias mais vulneráveis. Essa parceria entre o FPS e a Cultura já alcançou várias instituições sociais em momentos passados, tivemos o Mundo Encantado do Natal e também o Festival de Circo, enfim, é a certeza que estamos fazendo a diferença”, explicou a secretária executiva do FPS, Gláucia Oliveira.


“A ideia é descentralizar a cultura. Hoje nós estamos plantando uma semente no coração dessas crianças que futuramente, quem sabe, podem vir a ser cantores, atrizes, músicos, podem manipular marionetes ou fantoches”, frisou o gerente de eventos da Secretaria de Cultura, Denis Carvalho.


A atriz Fabiana Vasconcelos explicou que por meio das marionetes é possível criar um novo público para a ópera, que geralmente é apreciada pelos adultos. Por meio dos bonecos que criam vida através dos cordéis, as crianças ficam entretidas durante todo o espetáculo e ampliam seus horizontes culturais.

 

“A nossa companhia nasceu com o propósito de levar a ópera a todos os cantos do planeta, de chegar naquele público que normalmente não têm acesso aos grandes teatros. Para nós  é uma felicidade muito grande vir às comunidades, viajar pelos interiores, de chegar com a ópera onde ela geralmente não chega”, comemorou.


A ação contou, ainda, com o apoio da Cosama e da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra) na distribuição de lanches e água.


Bradesco e Cultura 


O projeto “Ópera Mirim” faz parte da programação do 25º Festival Amazonas de Ópera, realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), com patrocínio master do Bradesco, apoio cultural do Grupo Atem e da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), além da aprovação na Lei de Incentivo à Cultura. 

Além do Teatro Bradesco, o banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País. São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros. O banco também mantém o Bradesco Cultura, plataforma digital que reúne conteúdo relacionado às ações culturais que contam com o patrocínio da instituição.  


0 comentário

Kommentare


bottom of page