top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Governo do Amazonas inaugura sala de fisioterapia pélvica revitalizada na FUnATI

Novo espaço tem capacidade para realizar cerca de 300 atendimentos mensais

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (FUnATI), inaugurou, nesta terça-feira (07/02), a sala de fisioterapia pélvica completamente revitalizada. O novo espaço tem capacidade para realizar cerca de 300 atendimentos mensais e integra o Programa Saúde da Mulher – Cuidar Não Tem Idade, destinado às pacientes acima de 60 anos, que necessitam de tratamentos para fortalecimento do assoalho pélvico.


De acordo com o reitor da FUnATI, o médico Euler Ribeiro, a sala trará muitos benefícios, pois a Fundação atende um alto quantitativo de idosas, que sofrem problemas de incontinência urinária e podem encontrar na fisioterapia uma forma de tratamento para a doença.

“Nós temos uma concentração de mulheres que são alunas da FUnATI. São 3 mil alunos, dos quais 2.300 são mulheres, então nesse grupo, como são mulheres com mais de 60 anos de idade, já têm muitas com essa dificuldade de perda de urina, que é a incontinência urinária, é uma doença. Então nós resolvemos fazer essa fisioterapia para valorizar esse contexto todo da musculatura pélvica dessas mulheres”, esclareceu o reitor da FUnATI.

O secretário de Estado de Saúde, Anoar Samad, que esteve na inauguração, destacou que o Governo tem buscado formas de trazer, cada vez mais, para o sistema público de saúde os serviços e atendimentos que antes eram disponibilizados apenas na rede de saúde particular no Amazonas.

“Este era um tratamento oferecido na rede particular e, hoje, também está sendo oferecido pelo SUS. Isso é muito importante, é uma determinação do governador Wilson Lima que a gente ofereça cada vez mais para a população, dentro das possibilidades o que mais de moderno tem na medicina”, pontuou o secretário de Saúde.

Vinculada à Policlínica Gerontológica Darlinda Esteves Ribeiro da FUnATI, a sala de fisioterapia pélvica tem capacidade para realizar cerca de 300 atendimentos mensais. E tem como objetivo a reabilitação das disfunções do assoalho pélvico e atuar de forma paliativa nas sequelas resultantes de enfermidades que causem danos ou limitações, proporcionando assim o resgate na qualidade de vida das mulheres.

Atendimentos

Para ter acesso aos serviços disponibilizados pela Policlínica Gerontológica Darlinda Esteves Ribeiro, basta comparecer à recepção da unidade localizada na avenida Brasil, bairro Santo Antônio, zona oeste de Manaus. Com a retomada, na segunda-feira (06/02), dos atendimentos dos serviços pré-agendados, a coordenadora da Policlínica, Vanusa Nascimento, fala sobre os critérios necessários para participar.

“O primeiro critério é ser idoso, ou seja, pessoa acima de 60 anos. O segundo é ter os documentos em dia, o cartão de vacina atualizado. E basta chegar na recepção da policlínica e a gente vai conduzir por lá como será esse primeiro atendimento”, disse a coordenadora.

Aos 74 anos, Maria das Graças Rodrigues relata os benefícios dos atendimentos e serviços ofertados pela FUnATI e pela policlínica. “Eu participo aqui há sete anos e me ajuda muito. Eu tenho problema de tendinite crônica, artrose, e chegando aqui a gente esquece tudo. Além de fazer dança, caminhada, faço fisioterapia aqui e sou muito bem atendida sempre”, concluiu a idosa.

Especialidades

A Policlínica oferta atendimentos para as especialidades de clínico geral, psicologia, odontologia, farmácia, fisioterapia, oftalmologia, nutrição, enfermagem, serviço social, programa de saúde da mulher, espaço pele-terapia e novo serviço de fisioterapia pélvica, com funcionamento de segunda a sexta-feira, no horário de 8h às 16h.

0 comentário

Comments


bottom of page