top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Governo do Amazonas avança com a construção da nova Unidade Prisional de Maués

Unidade irá contar com 125 vagas

 

O Governo do Amazonas, por meio de convênio com o Governo Federal através da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e com fiscalização da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), está executando a obra de construção da nova Unidade Prisional de Maués (distante 276 quilômetros de Manaus).

O investimento, no valor de R$ 5,4 milhões, contempla uma área de 9.350 m² e irá oferecer 125 vagas, sendo 19 celas coletivas, uma cela para PcD e seis celas individuais. O prédio principal terá seis salas administrativas, dois consultórios médicos, duas salas de aula, oficina, consultório odontológico, sala de bem-estar funcional, refeitório, lavanderia e cozinha.

A obra contempla ainda a construção de um prédio de apoio ao público, com sala de espera, e outro para abrigar o transformador e a casa de gás.


O complexo é protegido por três cercas, sendo uma interna, com cinco metros de altura, onde está situada a área de banho; uma intermediária, com 5,6 metros de altura; e outra externa, com seis metros de altura. Na parte externa também foi construída uma cerca de mourões.


Nesta etapa, estão em andamento os serviços de construção de guaritas, bancos e mesas em concreto armado, construção de passarela metálica, canil, pavimentação, forros de drywall e pintura. A obra apresenta 67% de avanço e previsão de entrega para o segundo semestre de 2023.


Para o secretário da Seinfra, Carlos Henrique Lima, o investimento em infraestrutura no setor de segurança pública proporciona inúmeros benefícios à população e aos servidores da área. 

"No Amazonas, nunca houve tanto investimento em segurança pública e isso é um grande marco para a categoria. O governador Wilson Lima tem destinado recursos para a execução de obras que fortalecem esse segmento, proporcionando melhores condições de trabalho aos servidores e fortalecendo a segurança da população”, explicou.


Segundo o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Cel Paulo Cesar, “é uma obra que busca atender as demandas de vagas no sistema prisional, com o foco na segurança e na dignidade das pessoas privadas de liberdade, dos servidores e dos familiares que ali frequentarão”, ressaltou.


0 comentário

Comentarios


bottom of page