top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Governo anuncia benefícios para cidades afetadas pela estiagem e auxílio para desabrigados em Beruri

Anúncios foram feitos pelo vice-presidente Geraldo Alckmin e ministros durante visita à região para avaliar efeitos da estiagem

              

O Governo Federal anunciou uma série de medidas para minimizar os impactos da estiagem pela qual passa o Amazonas que já afetou mais de 200 mil famílias no estado. Durante visita à Manaus, nesta quarta-feira (04/10), o vice-presidente da república, Geraldo Alckmin, anunciou a antecipação do pagamento do programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC).


 

Além de Alckmin, estiveram presentes os ministros Marina Silva (Meio Ambiente e Mudança do Clima), Sônia Guajajara (Povos Indígenas), Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional), Silvio Costa Filho (Portos e Aeroportos) e Alexandre Silveira (Minas e Energia).


 

As antecipações de pagamentos serão feitas no próximo dia 19 de outubro e vai abranger beneficiários que vivem nos municípios que estão contemplados no Decreto de Estado de Emergência, assinado pelo governo adoro Wilson Lima na última semana e que abrange 55 municípios amazonenses.


 

O vice-presidente reforçou que todos os recursos possíveis serão disponibilizados pelo Governo Federal para minimizar os efeitos do fenômeno. “O presidente Lula solicitou que viéssemos aqui e que fizéssemos reunião de trabalho para ouvir a comunidade. Não faltarão recursos. Quem tiver necessidade, encaminhem para que a gente, dentro da lei, possa liberar os recursos o mais rápido possível e atender a população”, disse aos presentes.


 

O governador Wilson Lima destacou a importância da presença do Governo Federal, que vem somar com o trabalho que já está sendo feito pelo governo estadual. “Temos feito um trabalho de monitoramento e realizando uma série de ações. Se essas necessidades extrapolarem a capacidade do estado, recorremos ao Governo Federal”.


 

Ações

Serão repassados até R$ 800, na forma de Auxílio Abrigamento, para moradores que tiveram suas casas destruídas na comunidade do Arumã, no município de Beruri, distante à 173 km de Manaus, após um desbarrancamento de terra ocorrido no último sábado e que deixou, até o momento, dois mortos e três desaparecidos.


 

Aos pequenos agricultores, extrativistas e pescadores com renda de até 1,5 salário mínimo, que tiveram perda da produção por causa da estiagem, será pago um benefício de R$ 850. Pescadores também poderão sacar o recurso do Seguro Defeso antecipadamente, nos próximos dias.

 

Medidas estruturais

O vice-presidente anunciou duas obras de dragagem, uma no Rio Solimões e outra no Rio Madeira, para recuperar a capacidade de navegação. A primeira terá oito quilômetros de extensão, com duração de até 45 dias e custo de R$ 38 milhões. A segunda, de 12km, terá duração de 45 dias e custo de R$ 100 milhões.

 

Se houver necessidade, o Governo Federal afirmou que será feito o envio de kits de saúde para atender municípios afetados pela estiagem. Além de recursos destinados para garantir o abastecimento de comida, água e combustível. A distribuição vai ser feita para as prefeituras após apresentação de planos de trabalho.

 

Foi anunciado ainda o investimento de R$ 15 milhões do Ministério da Justiça para aquisição de uma aeronave para combater os incêndios no estado e o deslocamento de 191 brigadistas para combate às queimadas.


0 comentário

Comments


bottom of page