Buscar
  • Adauto Silva

Gestor de posto de saúde é preso em Beruri após violação sexual durante exercício ilegal da medicina

O Nino era apenas gestor administrativo do posto de saúde, mas costumava fazer atendimento médico, quando se agradava da paciente.



A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 80ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Beruri (a 173 quilômetros de Manaus), cumpriu, na manhã de sexta-feira (24/06), às 8h50, mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão em nome de Nino Ataíde Pinto, 58, por violação sexual mediante fraude, praticado contra uma adolescente de 17 anos, e exercício ilegal da medicina. A prisão aconteceu no bairro Paranã do Castanha, naquele município.



O crime aconteceu no dia 17 de junho de 2022, por volta das 11h, em um posto de saúde de Beruri, ocasião em que a vítima se consultava com o infrator.

De acordo com o investigador de polícia Fabiano de Oliveira, gestor da unidade policial, as equipes tomaram conhecimento após a adolescente comparecer à 80ª DIP, acompanhada de membros do conselho tutelar da cidade, para denunciar a prática criminosa.



“A partir da denúncia, iniciamos as investigações, a fim de reunir provas e solicitar o mandado em nome do infrator. Descobrimos que, na verdade, ele trabalhava como gestor administrativo na unidade de saúde e fazia consultas de forma ilegal. Na data de hoje, conseguimos êxito em sua prisão”, disse Fabiano.



O investigador da polícia disse, ainda, que as investigações irão continuar para identificar outras possíveis vítimas do infrator.


Decisão judicial

Os mandados foram expedidos no dia 23 de junho de 2022, pelo juiz Diego Daniel Dal Bosco, da Vara Única de Beruri.


Procedimentos

Nino Ataíde responderá por violência sexual mediante fraude e exercício ilegal da medicina e ficará à disposição da Justiça.

0 comentário