Buscar
  • Adauto Silva

Estupro》Menina de 13 anos engravida após manter relações com secretário de saúde no interior do AM

Com informações da ABN



Agência Brasil de Notícias (ABN) recebeu denúncia que um secretário de Saúde do município de Borba, distante 151 quilômetros de Manaus, engravidou uma criança de 13 anos e teria oferecido R$ 20 mil para comprar o silêncio aos familiares da vítima. O denunciado é Alberth Antunes de Souza Campos, 29, que é também cunhado do prefeito Simão Peixoto.



À reportagem, o Conselho Tutelar de Borba confirmou o recebimento da denúncia na última sexta-feira (23) e comunicou o caso ao Ministério Público do Amazonas (MP-AM) e Polícia Civil, por meio da 74ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP).



A acusação foi registrada pela mãe da menina, que está grávida de dois meses.

Segundo informações da denúncia anônima à Agência Brasil de Notícias, o crime iniciou ainda no mês de maio, quando a menina passou a morar com uma mulher identificada apenas como "Jaquiane".



A reportagem obteve relatos que a mãe entregou a criança aos cuidados da mulher, sem imaginar pelo pior.

Conforme uma fonte policial, a criança prestou depoimento e explicou que era agenciada por Jaquiane, então, responsável por marcar os encontros com Alberth Antunes. Os compromissos aconteciam nas proximidades do Balneário do Lira e, posteriormente, os abusos sexuais.



A menina contou, ainda, que durante alguns encontros recebeu dinheiro do secretário e que ficasse calada. O caso foi descoberto após a mãe ler mensagens de Alberth Antunes para o celular da criança, marcando outros encontros.

Oportunidades para


 

Mototaxistas

Em Manacapuru


 

Outra revelação é que Alberth Antunes procurou a mãe e o padrasto da garota, e  teria oferecido R$ 20 mil para interromper a gravidez e manter o caso em silêncio. A família da menina é de origem e pobre, com a mãe esperando pelo oitavo filho.


A Agência Brasil de Notícias tentou fazer contato com a assessoria da Prefeitura de Borba, mas não obteve resposta e aguarda posicionamento sobre o assunto.


Nota da Polícia Civil

Em atenção à demanda, de acordo com o investigador Jhones Macário, gestor da 74ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Borba (distante 151 quilômetros em linha reta da capital), um Inquérito Policial (IP) para apurar o caso de uma adolescente de 13 anos, vítima de estupro de vulnerável, foi instaurado, e mais informações não podem ser repassadas para não atrapalhar os trabalhos policiais.


O Secretário se Saúde do município de Borba Alberth Antunes de Souza Campos emitiu nota pública repudiando as acusações, que segundo ele, são falsas.



0 comentário