Buscar
  • Adauto Silva

Equador: 800 corpos abandonados pelas famílias são recolhidos 

O governo do Equador anunciou ontem que retirou quase 800 corpos corpos de pessoas que morreram em suas residências nas últimas semanas em Guaiaquil, epicentro do coronavírus no país, após o colapso dos hospitais e das funerárias pela pandemia. "A quantidade que coletamos, com a força-tarefa nas casas, excedeu 700 pessoas" mortas, disse Jorge Wated, que lidera uma equipe de policiais e militares criada pelo governo diante do caos desencadeado em Guaiaquil pela covid-19.

Ele informou em sua conta no Twitter que a força-tarefa conjunta, que atua há três semanas, fez o balanço legal de 771 mortos em residências e 631 em hospitais, que têm os necrotérios lotados. As autoridades, que agora enfrentam denúncias de pessoas que exigem os corpos de parentes mortos durante a pandemia, sepultaram quase 600 vítimas fatais da doença. Wated não detalhou as causas das 1.400 mortes ocorridas durante a emergência sanitária pela pandemia, que no Equador deixa 7.500 casos, incluindo 333 mortes segundo o balanço oficial, desde que a presença do vírus foi declarada em 29 de fevereiro.

Veja mais em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2020/04/13/equador-retira-quase-800-corpos-de-residencias-de-guayaquil-foco-da-pandemia.htm?uol_app=uolnoticias&cmpid=copiaecola

0 comentário