top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Em Tefé, Workshop da Castanha visa unir elos da cadeia produtiva no estado

Encontro visa o intercâmbio de conhecimento técnico, prático e gerencial aos participantes 


Visando o desenvolvimento da cadeia produtiva na região do médio Solimões, a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), juntamente com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), iniciou, nesta sexta-feira (09/06), o 1º Workshop das Cadeias Produtivas no Amazonas, voltado para Castanha, em Tefé (distante 523 quilômetros de Manaus).

Com previsão de encerramento no sábado (10/06), o workshop contará com mais de 100 participantes, e tem como objetivo a troca de conhecimentos e experiências entre os participantes, visando aprimorar as técnicas de cultivo, beneficiamento e comercialização da castanha. Por meio de palestras e debates, entre pesquisadores da Embrapa e produtores da castanha, compartilharam informações sobre as melhores práticas agrícolas, manejo sustentável da floresta e as inovações tecnológicas no setor.

De acordo com o secretário executivo Adjunto de Política Agrícola, Pecuária e Florestal da Sepror, Airton Schneider, a proposta é criar elos entre as agroindústrias e os produtores. “A castanha é uma das principais fontes de renda para as comunidades da região amazônica, além de ser um produto altamente valorizado no mercado é importante no desenvolvimento econômico, gerando emprego e renda no interior”, destacou.


Para o  diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Daniel Borges, o evento é importante para a promoção do desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva da castanha no Amazonas. “Nosso objetivo é estar cada vez mais próximo dos produtores, promovendo o fortalecimento da cadeia produtiva”, afirmou Daniel.


De acordo com o prefeito de Tefé, Nicson Marreira, o Governo do Estado vem apoiando eventos, além de exposições e palestras para atender o desenvolvimento da cadeia produtiva da castanha.


"Com a ajuda do Governo do Estado, Tefé apresenta um aumento na ação produtiva da castanha. Sua parceria tem impulsionado eventos, exposições e palestras, fortalecendo nosso setor e beneficiando produtores e empreendedores locais”, finaliza Nicson. 

Com o Workshop, a meta do governo é fortalecer a cadeia produtiva da castanha do Brasil no Amazonas, promovendo o desenvolvimento sustentável do setor e garantindo a geração de renda para as comunidades tradicionais da região. Com investimentos em infraestrutura, tecnologia e capacitação, é possível fomentar ainda mais o mercado da castanha, gerando benefícios para toda a cadeia produtiva, desde os extrativistas até os consumidores finais. 


Workshops


No mês de maio já foram realizados os workshops das cadeias produtivas da banana e do cupuaçu, e tiveram mais de 150 participantes, entre eles produtores, empresários e técnicos de instituições privadas e governamentais, para desenvolvimento destas cadeias produtivas no Estado.


Logo após a cadeia da castanha, serão abordadas as cadeias produtivas do açaí, abacaxi, citros, guaraná, mandioca, olerícolas, piscicultura e pecuária e estão sendo planejados por pesquisadores da Embrapa, e técnicos do Sistema Sepror, Idam, Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), e Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), para apresentar aos empreendedores rurais novas tecnologias e sistemas de produção inovadores desenvolvidos pelos pesquisadores da Embrapa. 


0 comentário

Comments


bottom of page