top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Em Parintins, dólar na mão da comunidade da Serra da Valéria movimenta a economia local

Ribeirinhos que trabalham com transporte e artesanato recebem dos turistas estrangeiros em dólar e celebram oportunidade com o turismo


“Ver o turista chegando na Valéria é uma festa”, comenta o artesão Manoel Oliveira, um dos moradores da Serra da Valéria, em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), área que atrai turistas pela beleza exuberante, principalmente durante a temporada de cruzeiros, de novembro a maio, conforme a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur). O ganho em dólar é uma novidade para os artesãos que moram na comunidade.

Hospitaleiro, cercado de artesanato, culinária e costumes ancestrais, o turismo no espaço rural é entendido como um produto completo e diversificado, de acordo com a Amazonastur. São essas características que atraem os visitantes à Serra da Valéria, onde os moradores estão ganhando em moeda estrangeira e movimentando a economia local. 

Manoel de Oliveira é um dos 60 comunitários que produzem artesanatos de madeiras como remos de decoração, na Serra da Valéria.

Manoel comenta que ao trocar o dinheiro pela moeda brasileira, investe em novos produtos para vender na próxima temporada de cruzeiros. 


“Se depender do turismo, ninguém para de trabalhar. Já ficamos esperando a outra vinda deles. Temos em torno de mil artesanatos feitos e comprados por eles nesta temporada”, comentou Oliveira.


De acordo com os artesãos, a temporada de cruzeiros deixa cerca de 5 a 10 mil dólares para a comunidade, que investe em melhorias para a região. 

“Com essas visitas, temos a oportunidade de investir em material didático para as crianças, lápis, caderno. Tudo isso durante esse período de seis meses que eles estão nos visitando”, comemorou Manoel.


A pintura de animais e elementos da natureza também é um dos produtos valorizados pelos turistas. O artista parintinense, Freyzer Andrade, que ensina crianças e adolescentes técnicas de pintura e desenho, destaca a importância das artes plásticas como fonte de renda.


“Acreditamos que a arte colaborativa pode transformar a vida das pessoas, principalmente, as pessoas que moram em zona rural, nessas comunidades onde é um ponto turístico”, disse Andrade.


Impulsionando o turismo

Com objetivo de potencializar o turismo em Parintins e na região, o Governo do Amazonas, por meio da Amazonastur, iniciou obras de infraestrutura turística na Serra da Valéria. A obra do complexo turístico inclui a construção do embarque e desembarque e mirantes para movimentar o turismo local, com exposição de artesanatos.

Um dos pontos mais altos de Parintins, a Serra da Valéria possui 152 metros de altura e oferece uma das vistas mais bonitas da região. O local faz divisa com o estado do Pará e reúne quatro comunidades ribeirinhas.


0 comentário

Comments


bottom of page