top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Em menos de 10 dias, PC-AM prende autor da morte do palhaço ‘Creme de Leite’

Prisão ocorreu no Complexo Turístico Ponta Negra, zona oeste

 

Em menos de 10 dias, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), prendeu, na terça-feira (04/04), por volta das 15h, Gerlan Batista de Sousa, 38, apontado como autor do homicídio de Hilton da Costa Silva, 49, o palhaço “Creme de Leite”, ocorrido no dia 26 de março deste ano, por volta de 22h30, na rua Sete, bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital.

Em coletiva de imprensa realizada na sede da DEHS, bairro Jorge Teixeira, zona leste, o delegado Ricardo Cunha, titular da unidade policial especializada, destacou o êxito da ação e a celeridade em que o caso foi elucidado. Dando uma pronta resposta à população amazonense.

 

“O crime causou grande comoção na cidade, pois a vítima era uma pessoa trabalhadora, que levava alegria para todos. Imediatamente iniciamos as investigações, a fim de chegar a autoria do delito”, disse Cunha.

 

A autoridade policial explicou que, no dia do fato, Hilton estava em um bar com amigos, quando o infrator, que trabalhava como vendedor ambulante, chegou oferecendo balas. No entanto, a vítima disse que não estava interessada no produto, o que resultou em uma discussão entre eles.

 

“Posteriormente, Gerlan saiu do local, trocou de vestimenta e foi em busca de uma faca. Em seguida, retornou e atingiu ‘Creme de Leite’ com três golpes nas costas, que resultaram em sua morte”, explicou Ricardo Cunha.


Segundo a delegada Marília Campello, adjunta da DEHS, o autor ainda trocou de roupa justamente para esconder as tatuagens que tem nos braços e não ser reconhecido pela polícia. Entretanto, os policiais tiveram acesso às câmeras de segurança das proximidades do local do crime e conseguiram identificá-lo.

Com base nisso, foi representada à Justiça pelo mandado de prisão temporária em nome dele, e a ordem judicial foi decretada no dia 31 de março deste ano, pela Central de Inquéritos Policiais.

 

“Durante diligências na cidade, conseguimos efetuar sua prisão no Complexo Turístico Ponta Negra, avenida Coronel Teixeira, zona oeste. Constatamos que o homicídio foi premeditado. Em interrogatório, ele contou que já havia decidido cometer o delito desde o momento da recusa da vítima pelo produto dele”, contou Marília.

 

O autor já possui passagem pela polícia por violência doméstica e roubo.

 

Procedimentos

Gerlan responderá por homicídio qualificado por motivo fútil. Ele será encaminhado à audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça.


0 comentário

Comentarios


bottom of page