top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Em Itapiranga, PC-AM desencadeia Operação Lei Amor em combate ao tribunal do crime

Dupla foi presa em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas

 

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 38ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Itapiranga (a 227 quilômetros de Manaus), com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar do Amazonas (PMAM), deflagrou neste sábado (22/07), a Operação Lei Amor, que resultou nas prisões em flagrante de dois indivíduos de 20 e 28 anos, por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. As prisões ocorreram no bairro São Tomé, naquele município.


 

De acordo com o delegado Aldiney Nogueira, titular da 38ª DIP, a ação teve como intuito cumprir mandados de prisão referentes aos crimes de lesão corporal grave, associação para o tráfico de drogas e homicídio qualificado, ocasionados por grupos criminosos em Itapiranga. 


 

“Saímos em diligências nas primeiras horas deste sábado, para dar cumprimento aos mandados, ocasião que encontramos os dois indivíduos em posse de substâncias entorpecentes, material para embalagem do material ilícito, balanças de precisão e dinheiro em espécie”, disse o titular. 

 

Ainda conforme Nogueira, Alessandro Moraes Bruno, 35; Marcelo da Silva, 25, chamado de “Papagaio”; e Melquesedeque da Carvalho Neves, 42, conhecido como “Melqui”, eram os alvos das ordens judiciais, mas conseguiram fugir antes da chegada das equipes policiais.

 

“Eles são apontados como autores da morte de Sérgio Murilo da Costa Freire, ocorrido no dia 15 de julho deste ano. A vítima foi morta pelo trio a pauladas em uma espécie de tribunal do crime”, informou o delegado.


 

Denúncias referentes a localização de Alessandro, Marcelo e Melquesedeque podem ser realizadas pelo número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), ou pelo Disque 100, dos Direitos Humanos.

 

Os indivíduos foram autuados por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Eles ficarão à disposição da Justiça.

0 comentário

Comments


bottom of page