top of page
Buscar
  • Adauto Silva

Elas a serviço do tráfico》 Essa foi presa com pouco mais de 11 kg de drogas na mala

🚨 A apreensão ocorreu na terça-feira (17), durante fiscalização e controle aduaneiro em cargas e bagagens saindo de Manaus



A droga estavam escondidas em panetone, em HD de computador e piscina plástica


Uma mala contendo 11,3 quilos de maconha do tipo skunk foi aprendida pelas equipes de Vigilância e Repressão, de Controle de Bagagem da Alfândega da Receita Federal no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. A dona da mala foi presa em flagrante. Ela não teve a identidade revelada.



A apreensão ocorreu na terça-feira (17), durante fiscalização e controle aduaneiro em cargas e bagagens saindo de Manaus.



Após realizar análises de risco aduaneiro a fiscalização, foram identificadas bagagens saindo de Manaus com suspeitas de presença de drogas.



Por conta dos indícios, cães farejadores da Receita Federal foram acionados e com a atuação dos agentes caninos Odin e Deco se confirmou a suspeita da fiscalização.



Os agentes fizeram a verificação física da bagagem, na presença da passageira, constatou-se a existência de 11,3 kg de skunk na mala que tinha como destino Vitória, no Espírito Santo.


A Polícia Federal deu voz de prisão à passageira e apreendeu a droga para análises e procedimentos administrativos e legais cabíveis.


No Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas (CTCE) dos Correios foram apreendidas 958g de maconha do tipo skunk que estavam escondidos em tres encomendas saindo de Manaus.


A droga foi apreendida e encaminhada à Polícia Federal.

A Alfândega do Aeroporto de Manaus informa que as ações de fiscalização e controle aduaneiro que são realizadas tem por objetivo evitar a circulação, no território nacional, de produtos potencialmente nocivos à saúde e ao meio ambiente, e inibe a prática de crimes que geram desemprego, sonegação de impostos e concorrência desleal à indústria e ao comércio local.

0 comentário
bottom of page