Buscar
  • Adauto Silva

Duplo Homicidio: Adolescente de 14 anos é morta pelo ex-namorado após se recusar a praticar aborto



Um assunto que é tema de muitas discussões, votações e muita polêmica, pode ter motivado um duplo homicídio no Amapá. A Larissa foi morta pelo ex-namorado, após, segundo o autor confesso do crime, teria se recusado a abortar o filho que ela teria anunciado a gravidez.




Larissa Eduarda Gomes da Silva, de 14 anos, foi encontrada morta com várias perfurações no corpo dentro de sua própria casa na última sexta-feira (10), pela polícia do Amapá.


De acordo com informações de testemunhas, Wyllian Sousa Oliveira, de 20 anos, ex-namorado dela, foi preso e conduzido a delegacia neste sábado (11), onde confessou o crime.



O delegado Cézar Vieira apurou que o suposto assassino chegou na casa de Larissa, que morava sozinha, por volta da meia-noite – de quarta para quinta-feira. Como tinha acesso a residência, ficou na companhia dela e a esfaqueou após a garota se negar a fazer um aborto. Ela estaria grávida.


Fato em Destaque


Segundo o delegado, Wyllian estava separado há um mês da jovem e resolveu ir visitá-la na última sexta-feira.


“Ela tinha um relacionamento com esse Wyllian, terminou há um mês e meio ou dois, e ficou com outro rapaz”, detalhou o delegado.


Apesar de ter assumido o crime e relatado como motivo, a recusa da jovem de praticar o aborto, o homicídio pode ter outra motivação. O fato da jovem estar separada de Wyllian há cerca de um mês e já ter ficado com outro homem, pode ter desencadeado ciúme no ex, que pode ter cometido o crime durante crise de ciúmes.


A polícia investiga o caso.



0 comentário