top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Droga e Álcool podem ter motivado dois crimes bárbaros em Manacapuru. Suspeito de tráfico e moradora de rua foram as vitimas

Homem foi Executado a Tiros

Francisco Ralison Monte Gomes, de 27 anos, foi morto na madrugada de sabado após ser alvejado com vários disparos de arma de fogo, supostamente 9mm, na Praça do Bairro Novo Manacá, em Manacapuru.


Segundo testemunhas, Ralison, estava acompanhado de uma adolescente de 15 anos de idade, quando uma dupla armada, chegou em uma motocicleta, e disparou várias vezes contra a vítima. Os tiros acertaram o peito, pescoço e o rosto do homem, que morreu no local.

Fuga do Hospital

O adolescente que acompanhava o executado na hora do crime foi atingido na perna, socorrido e encaminhado para o Hospital Lazaro Reis. Durante o atendimento o adolescente fugiu da unidade hospitalar, antes da conclusão do atendimento. Segundo a equipe médica, não houve tempo sequer para a retirada da bala. Durante o domingo (07), a equipe de investigadores, fizeram buscas para tentar localizar o menor, sem sucesso.


Já o corpo do Ralison, foi levado para o necrotério, em seguida encaminhado para o IML, segundo a Polícia, o mesmo possuía várias passagens por tráfico de drogas e homicídio, as circunstância do crime e a vida pregressa da vítima, indicam que a motivação da morte, seja o envolvimento dele com a comercializada de produto entorpecente no Bairro Novo Manacá. Ainda segundo a polícia, o Ralison estava portando uma faca na cintura, no momento em que foi alvejado pelos disparos.


Moradora de rua foi morta a pauladas

Marineide Alves da Silva, foi morta à pauladas em um flutuante no Porto de Manacapuru, centro da ccidade. O crime ocorreu na madrugada desta segunda-feira. Segundo testemunhas, a vítima foi vista na companhia de um grupo de homens, ingerindo bebida alcóolica e usando droga, inclusive, as suspeitas é que estes homens tenham assassinado a Marinês, como era conhecida.


O corpo dela foi encontrado por trabalhadores do porto, que acionaram o Socorro do Hospital de Manacapuru, mas quando a equipe médica chegou ao local, constatou o óbito, informando para a Polícia Civil, que fez o resgate do corpo, encaminhando para o IML. Segundo o registro na Delegacia de Manacapuru, a vítima apresentava sinais de espancamento ocasionados por pedaços de madeira, que inclusive foram encontrados perto do corpo da vítima.



A identificação da mulher só aconteceu já no inicio da tarde desta segunda-feira (08), quando familiares procuraram a delegacia da cidade para reconhecer o corpo. A Polícia Civil segue com o trabalho de investigação para tentar localizar os autores desse crime.

0 comentário

コメント


bottom of page