Buscar
  • Adauto Silva

Disse não a Bolsonaro: Médica Ludhmila é ameaçada de morte e recusa convite para assumir MS



Em entrevista à Globo News, a médica Ludhmila Hajjar explicou por que recusou o convite feito por Bolsonaro para assumir o Ministério da Saúde.



Ludhmila afirmou que há divergências entre o posicionamento dela e do governo federal no combate à pandemia



A médica relatou també que recebeu ameaças de morte após convite para assumir o Ministério da Saúde. Segundo Ludhmila Hajjar, o celular dela foi divulgado nas redes e familiares foram ameaçados



"Foi assustador, ainda está sendo, porque eles ainda não pararam, divulgaram meu telefone nas redes sociais, meu Deus, eu sou uma médica e preciso do meu telefone pra atender meus pacientes, me ameaçaram de morte. Houve uma tentativa de entrar no hotel em que eu estou hospedado em Brasília."relatou a médica.


Segundo a jornalista Andreia Sadi ao perguntar à doutora Ludhmila o que o presidente falou sobre os ataques que ela vinha sofrendo, ameaças nas redes, a chamada “campanha de ódio”. Resposta: "Ele disse que faz parte”.

Fonte @globonews

0 comentário