top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Dia Nacional da Pessoa com Deficiência: Governo do Estado promove políticas de inclusão em todo o Am

As ações realizadas pela Sejusc são fundamentais para a garantia dos direitos do público PcD

 

Em 1982, foi estabelecido o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro. A data busca mobilizar a sociedade para promover a inclusão das Pessoas com Deficiência (PcD). O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), trabalha continuamente para tornar o Amazonas mais acessível e inclusivo para PcDs.


 

A Secretaria Executiva de Políticas para Pessoas com Deficiência (SEPcD), da Sejusc, é responsável por realizar políticas públicas que garantem os direitos desse público, por meio de abordagens, sensibilização, palestras de conscientização, blitze de fiscalização, entre outros.


 

Além disso, a SEPcD emite documentos importantes, como a Carteira de Identificação da Pessoa com Espectro Autista (Ciptea) e a Carteira de Identificação da Pessoa com Deficiência (CiPcD). Também oferece cadeiras de rodas e auxilia nos cadastros para programas sociais, como o “+ Crédito Inclusão”.


 

A titular da Sejusc, Jussara Pedrosa, pontua que as políticas são primordiais para assegurar a inclusão e promove uma campanha permanente contra o capacitismo.


 

“As atividades contribuem para uma sociedade mais inclusiva, igualitária e compassiva, fazendo com que todas as pessoas, independentemente de suas diferenças, possam ter qualidade de vida garantida e o Governo do Amazonas trabalha diariamente para ofertar esses direitos fundamentais”, destaca a secretária.

 

Inclusão

 

Essas políticas de acessibilidade também se estendem ao público interno da Sejusc, abrangendo os servidores, que recebem ações de inclusão no ambiente de trabalho. “Aqui, eu recebo apoio e não a discriminação", afirma Igor Manolo, psicólogo do Centro Socioeducativo Dagmar Feitoza, cuja trajetória quebra barreiras da deficiência visual.


 

Após sofrer um trauma em um acidente aos 15 anos, Igor possui visão monocular. Em 2020, ingressou na Sejusc para trabalhar com adolescentes em conflito com a lei. Ele destaca que, mesmo com o trauma, não se limita em nenhuma área da vida, principalmente na profissional.


 

“É importante nunca desistir, sempre estimular nossa potencialidade, se capacitar para que a gente consiga adentrar no mercado de trabalho, porque mesmo com as dificuldades a gente consegue os nossos resultados”, complementa Igor.

 

O analista de prestação de contas da Sejusc, Almir Corrêia, enfrentou uma perda parcial de audição, devido a um tumor cerebral diagnosticado em 2020. Desde 2021, ele integra a equipe do Departamento de Transações Voluntárias e Transferências Voluntárias e se diz confiante e acolhido pela equipe de trabalho, que nunca duvidou de suas habilidades.

 

“Desde o primeiro dia a equipe me acolheu. Pode ter passado por algumas mudanças na equipe, mas ainda sim permanece o espírito de confiança, já que a gente passa grande parte do dia aqui. Então nada mais, nada menos que mantermos uma equipe sempre em união, participativa com cada um”, frisa o analista.

 

Setembro Verde

 

Instituída em 2015, a campanha tem como propósito fazer do mês de setembro um período de visibilidade e defesa pelos direitos das pessoas com deficiência. A cor verde simboliza a esperança na luta pela inclusão social.

 

Ao longo do mês, a Sejusc segue intensificando os serviços em todo o estado, realizando palestras, rodas de conversas, ações e blitz de conscientização, com o intuito de mobilizar e sensibilizar a sociedade sobre a importância da causa inclusiva.

0 comentário

Comments


bottom of page