top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Dia do Diabetes: SES-AM alerta sobre os mais de 100 mil casos no Amazonas

Endocrinologista afirma que a doença tem um impacto significativo na vida do paciente 


Com o objetivo de alertar e sensibilizar as pessoas sobre a doença, o endocrinologista Emânuel Lobato, que atua na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), faz um alerta sobre os malefícios da doença que atinge muitas pessoas no país e no mundo. Em alusão ao Dia Nacional de Diabetes, celebrado nesta segunda-feira (26/06). 

A diabetes é uma doença crônica que afeta a maneira como o corpo metaboliza a glicose, um tipo de açúcar presente no sangue. A enfermidade é causada pela falta ou má absorção de insulina, hormônio que promove o aproveitamento da glicose como energia para o corpo.   

Os principais tipos de diabetes são a do tipo 1, que é considerada a mais rara, a tipo 2 que é considerada a mais comum e a gestacional que ocorre durante a gravidez e, na maior parte dos casos, é provocada pelo aumento excessivo de peso da mãe. Segundo o endocrinologista, a doença não tem cura, mas em alguns casos, o paciente não precisa de medicação para o controle da doença.  


“A diabetes não tem cura, mas em alguns casos ela pode ter remissão. A remissão é quando o paciente atinge uma situação em que ele não precisa de medicamentos para ser tratado. Ele consegue manter os valores de glicemia controlados, sem que use medicação para isso. Em alguns casos é possível atingir essa remissão, mas a gente não chama de cura”, informa. 


O especialista explica que a enfermidade gera um impacto muito grande na vida de qualquer paciente. 


“O impacto da doença do diabetes na vida dos pacientes, nas atividades diárias, trabalho, escola e rotinas é muito amplo e é um impacto significativo pela prevalência da doença e pelas complicações que ela gera tanto por complicações agudas quanto complicações crônicas”, destaca. 


Sintomas 

Em termos médicos os principais sintomas da diabetes são a poliúra, que é o excesso de urina, polidipsia, que causa muita sede, polifagia, que significa comer muito e a perda de peso. Mas ele ressalta que nem sempre a doença pode apresentar esses sintomas. 

“Muitas vezes o diabetes é silencioso.


O paciente pode descobrir a doença em um exame de rotina e frequentemente não possuir os sintomas, sendo feito o diagnóstico pelos exames laboratoriais. Então é importante se atentar que nem sempre esses sintomas vão estar presentes”, declarou. 

Cuidados e Prevenção 

É importante que toda pessoa portadora de diabetes tenha um acompanhamento e tratamento adequados para evitar complicações, que pode levar à cegueira, insuficiência renal com necessidade de hemodiálise, possíveis amputações e também pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares. Emânuel finaliza dando dicas para tentar evitar a doença. 


“É importante que crianças, ou adolescentes, adotem mudanças de estilo de vida para tentar prevenir ou adiar o aparecimento da diabetes, especialmente, para pessoas que têm histórico familiar. Então é muito importante a prática da atividade física, manter o peso adequado para sua altura e evitar o consumo exagerado dos alimentos calóricos”, finaliza. 


0 comentário

Comments


bottom of page