top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Dia do Campo: Feirante da ADS fala sobre sua paixão pela vida campestre

A agricultora Maria Maia cultiva seus alimentos na região rural de Manaus e comercializa nas Feiras de Produtos Regionais

 

Hoje (10/05) é comemorado o Dia do Campo, com o objetivo de homenagear e conscientizar a população sobre a importância da atividade agrícola para a economia e para a sociedade. Auxiliando homens e mulheres que tiram o sustento de suas famílias da terra, a Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) é responsável por ajudar a escoar a produção rural desses trabalhadores, que são apaixonados pelo que fazem e não trocam a vida campestre por qualquer outra atividade.

Um exemplo é a produtora rural Maria Maia, de 55 anos, natural do Ceará. Ela cultiva uma grande variedade de alimentos na zona rural de Manaus e comercializa nas Feiras de Produtos Regionais do Governo do Estado.

“Saí do Ceará com nove anos, morei no Pará e, depois de uns anos, migrei para Manaus. Nesse meio tempo, residi na cidade, mas o campo é o meu lugar preferido. É daqui que eu tiro meu sustento, meu alimento e a minha espiritualidade”, relatou a feirante que atua nas feiras realizadas no Manaus Plaza Shopping, às terças-feiras, e no Centro Cultural dos Povos da Amazônia, aos sábados.

 

As Feiras de Produtos Regionais realizadas pela ADS garantem a comercialização de parte da produção rural do estado e geram benefícios para cerca de 700 famílias de agricultores. Cadastrada no programa desde 2018, dona Branca Maia, como é mais conhecida, fala sobre a importância da ação e como ela contribui para a sua renda familiar. 

 

"Eu gosto de participar das feiras da ADS, ela é muito importante para nós. Eu tenho um comércio e também vendo minhas plantinhas aqui no sítio, mas não é suficiente para o meu sustento. A feira me proporciona um recurso mais alto durante a semana que me ajuda. Hoje, a minha maior renda vem da feira, é ela que de fato me sustenta. Sem a feira seria inviável pagar todas as minhas contas”, explicou.

Todos os produtos cultivados e comercializados por Branca não possuem agrotóxicos, entre a variedade de alimentos, estão: rúcula, cheiro-verde, couve, limão, café, salsinha, abóbora, cupuaçu, jerimum, tomate, banana, mamão e macaxeira. A produtora também tem em sua propriedade um tanque de piscicultura com aproximadamente 1 mil tambaquis. 

 

A feirante possui duas áreas de cultivo, uma de 100 por 130 metros quadrados (m²) e a outra de 400 m², que ficam localizadas na mesma região, no Ramal Frederico Veiga, no quilômetro 2 da rodovia BR-174.

 

ADS 

 

A ADS, vinculada à Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), é uma instituição que realiza o papel de agente catalisador das negociações entre os produtores rurais e mercados consumidores. Sua missão é contribuir para o desenvolvimento econômico do Estado do Amazonas, com base nos recursos florestais, agropecuários, minerais e pesqueiros, garantindo a geração de renda local e preservação do meio ambiente. 


0 comentário

Comments


bottom of page