top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Detran Amazonas lança canal de denúncias e faz balanço do Movimento ‘Maio Amarelo’

A série de anúncios ocorreu durante uma coletiva de imprensa realizada, nesta sexta-feira (02/06)

 

Durante o lançamento da plataforma que possibilitará aulas de legislação de forma virtual, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Rodrigo de Sá, anunciou, nesta sexta-feira (02/06), na sede da instituição, localizada no bairro Parque Dez, zona centro-sul de Manaus, a implementação do novo canal de denúncias da Ouvidoria do órgão,e também fez um balanço das atividades desenvolvidas pelo Movimento “Maio Amarelo”.

De acordo com Rodrigo, o canal de denúncias é voltado tanto para servidores quanto para usuários. Sob a coordenação da Controladoria Interna da instituição, o espaço de comunicação servirá como uma ferramenta de controle, a fim de que a instituição possa aperfeiçoar os serviços prestados, já que os usuários e colaboradores poderão fazer sugestões, reclamações, elogios e denúncias.

Ao todo, três urnas estão instaladas na sede do órgão e outras serão instaladas nos postos descentralizados do Detran-AM.“Essa ferramenta tem como objetivo prestar um melhor serviço aos usuários, além de manter um ambiente de trabalho saudável e justo para todos os colaboradores”, disse o diretor.

 

Ele destacou, também,que o usuário pode fazer suas sugestões por e-mail (canaldedenuncia@detran.am.gov.br). Vale ressaltar que toda e qualquer informação será tratada com a máxima confidencialidade e discrição possível.

 

Maio Amarelo


Ainda na oportunidade, o diretor-presidente fez um balanço das ações da instituição durante o Movimento “Maio Amarelo”. “O mês de maio é de suma importância para nós que trabalhamos com o trânsito. Nesse mês, intensificamos ainda mais as nossas ações, sobretudo, no campo educativo e preventivo, visto que a principal finalidade é a conscientização, a fim de reduzir os acidentes de trânsito”, falou.

Ele acrescentou que o trânsito deve ser visto como política pública de primeira ordem. “É importante que o gestor tenha esse cuidado na hora de implementar políticas públicas de mobilidade e segurança no trânsito, e essas ações desenvolvidas pelo Movimento ‘Maio Amarelo’ ajudam também na discussão e reflexão sobre o tema”.

 

Conforme o levantamento do Núcleo de Atendimento às Vítimas de Acidente de Trânsito (Navat), cerca de 4.600 pessoas receberam orientações e informações em torno dos procedimentos burocráticos envolvendo acidentes.

 

As ações foram realizadas em escolas públicas e particulares, Centros de Referência de Assistência Social (Cras), em unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs), em organizações da sociedade civil e nas autoescolas.

 

O Departamento também promoveu atividades em Autazes (distante 113 quilômetros de Manaus), Manacapuru (distante 68 quilômetros de Manaus), Parintins (distante 369 quilômetros de Manaus), Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus) e Humaitá (distante 519 quilômetros de Manaus). Naquelas cidades foram realizados cursos de atualização e especialização de agente de trânsito, para motofretistas e mototaxistas, com entrega de kits de capacete e colete do projeto “Motociclista Legal”, além de atualização de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), impactando mais de 400 pessoas.

A Gerência de Educação para o Trânsito promoveu uma série de palestras em escolas estaduais, municipais e particulares; blitz educativa, ações em municípios do Amazonas e ação em feira de artesanato, totalizando quase 12 mil pessoas alcançadas.

 

Na capital, foram ofertados cursos para motofretistas, mototaxistas, de reciclagem, e atualização de CNH, sendo impactadas mais de 350 pessoas. O Setor de Fiscalização auxiliou as ações educativas, bem como participou de ações no interior do Estado.

0 comentário

Comments


bottom of page