top of page
Buscar
  • Adauto Silva

Criança venezuelana vendida por R$ 1,5 mil estava em Manacapuru, Polícia investiga os envolvidos

Após a identificação e prisão do casal que teria vendido a criança venezuela, uma m por RS 1,5 mil, a polícia chegou à mulher que pagou o valor e estava de posse da criança em Manacapuru.



A mulher que supostamente comprou a bebê disse à polícia que também é uma vítima, porque o casal teria dito à ela que a mãe queria doar a criança mas pedia 1,500 para comprar uma passagem de volta para a Venezuela.



Segundo a delegada Joyce Coelho da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a mulher que pagou 1,5 mil pela criança não teve a identidade revelada para não atrapalhar as investigações mas segue sendo investigada.


"A responsabilidade dessa mulher também a gente está investigando bem como de outros envolvidos”, informou a delegada.



A dupla foi presa e deve responder por tráfico de pessoas. A polícia investiga agora o envolvimento de quem recebeu a criança e de quem intermediou a venda



VEJA O CASO

Na manhã desta sexta-feira (23), um casal foi preso após vender uma bebê de 11 meses de nacionalidade venezuelana.



A prisão aconteceu no bairro Compensa, zona Oeste de Manaus. Segundo a delegada Joyce Coelho da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a mãe da criança havia chegado recentemente à Manaus e teria sido enganada por pessoas que lhe prometeram ajudar a cuidar da bebê. 


“No dia 15 nós fomos procurados por uma mulher venezuelana que tinha chegado a pouco tempo ao Brasil, inclusive ela nem fala português e também não entende muito bem. Ela afirma que chegou com três filhos pequenos, cuja a caçula é uma bebê de 11 meses de vida e que ela estava em uma situação de extrema vulnerabilidade social, estava há um mês dormindo na praça do Centro. Como a criança estava muito doente ela começou a chorar no meio da rua, foi nesse momento que o casal viu e ofereceu ajuda”, disse a delegada.



Ainda conforme autoridade policial, a criança estava com pneumonia e por isso a mãe entregou a bebê ao casal. Mas os dias foram passando e a mulher perguntava pela filha, mas os suspeitos afirmavam que a menina estava internada e que ela não podia visitá-la. A mulher venezuelana não tinha acesso a celular, nem contato com os vizinhos.



“Dia 12 de dezembro a venezuelana, apoiada por vizinjos foi até a delegacia e fez a denúncia do caso.



"Nós passamos a notificar as pessoas envolvidas. Uma mulher foi citada com intermediária responsável pela venda dessa criança. Ora diziam que essa criança estava no bairro da Compensa, ora no Lírio do Vale, até que localizamos a pessoa que tinha feito a transferência de R$1.500 para esse homem e a pessoa tinha levado a criança para o município de Manacapuru”, detalhou a delegada.


Na última terça-feira (20), a bebê foi devolvida para a mãe biológica, a pessoa que comprou a criança informou à Polícia que também foi enganada pelos suspeitos, porque os mesmos disseram a ela que a mãe da menina queria doá-la e precisava do valor para voltar à Venezuela.



“O homem tem uma extensa ficha criminal. Duas páginas de antecedentes criminais. Roubo, furto, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo. Ele usa tornozeleira eletrônica. A mulher tem duas passagens por tráfico de drogas. Então, os dois são bastante envolvidos no crime”, explicou a delegada.



A Polícia teve acessoa a documentos do hospital que confirmaram que a bebê do sexo feminino de 11 meses foi diagnosticado com pneumonia, o que mostra comprova que mãe só queria procurar atendimento médico para a criança.



A Polícia segue investigando a versão da pessoa que comprou a bebê e uma outra que entregou os documentos da criança. Além disso, as equipes não descartam a possibilidade de que outras crianças já tenham sido vendidas.



Xxxxxxxxxx


CABEÇA

UM CASAL FOI PRESO EM MANAUS SOB A SUSPEITA DE VENDER UMA MENINA DE 11 MESES DE IDADE// A CRIANÇA FOI RETIRADA DA MÃE E LEVADA PARA MANACAPURU//

TEASER

“ a polícia investiga o envolvimento de quem recebeu a criança e de quem intermediou a venda “

IMAGENS: MAURÍCIO MARTINS

APOIO: JOSNEY BENEVENUTO

TÍTULO

CASAL VENDE CRIANÇA EM MANAUS


A dupla foi presa e deve responder por tráfico de pessoas. A polícia investiga agora o envolvimento de quem recebeu a criança e de quem intermediou a venda





OFF

( vídeos da PC- esconder o rosto dos suspeitos)

OS SUSPEITOS FORAM DETIDOS NO BAIRRO COMPENSA, ZONA OESTE DE MANAUS// AMBOS JÁ POSSUEM PASSAGEM PELA POLÍCIA POR DIVERSOS CRIMES, E AGORA DEVEM RESPONDER POR TRÁFICO DE PESSOAS COM A INTENÇÃO DE ADOÇÃO ILEGAL// HOMEM E MULHER SÃO SUSPEITOS DE VENDER A FILHA DE 11 MESES DE UMA VENEZUELANA RECÉM CHEGADA A MANAUS COM 3 FILHOS//

JOYCE COELHO- DELEGADA DA DPCA

“ a menina estava muito doente, estavam morando na rua e o casa abordou ela. Levou para uma casa e disseram que iriam levar a criança para um hospital, pra receber ajuda médica…”

PASSAGEM- LEANDRO GUEDES-ALEIXO

DE ACORDO COM A POLÍCIA , DEPOIS QUE A CRIANÇA FOI LEVADA, A MÃE PERMANECEU NA CASA COM OS OUTROS FILHOS E FOI PROIBIDA PELO CASA DE MANTER CONTATO COM OUTRAS PESSOAS// MESMO ASSIM ELA FALOU COM ALGUNS VIZINHOS, CONTOU O QUE TINHA ACONTECIDO E A POLÍCIA FOI ACIONADA//

OFF

AS INVESTIGAÇÕES APONTARAM QUE A CRIANÇA TINHA SIDO VENDIDA PARA UMA MULHER EM MANACAPURU NO VALOR DE 1.500 REAIS// SEGUNDO A DELEGADA QUE ESTÁ A FRENTE DESSE CASO , O BEBÊ FOI RESGATADO E DEVOLVIDO A MÃE/ E QUE A INVESTIGAÇÃO CONTINUA POIS HÁ A SUSPEITA DO CASAl TER COMETIDO O CRIME COM OUTRAS CRIANÇAS E COM PARTICIPAÇÃO DE MAIS PESSOAS NO ESQUEMA//

JOYCE COELHO- DELEGADA DA DPCA

“ a mulher que recebeu a criança , estamos verificando a situação dela e de uma pessoa que intermediou a venda”


“A pessoa que comprou revelou que também é uma vítima desse casal porque diz que o casal disse que a mãe queria doar a criança mas que a mãe pedia 1,500 para comprar uma passagem de volta para a Venezuela. A responsabilidade dessa mulher também a gente está investigando bem como de outros envolvidos”, finalizou a delegada.

0 comentário
bottom of page