top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Conselho Estadual de Energia avança na criação da política energética do Amazonas

Atualizado: 5 de mai. de 2023

O marco energético visa a eficiência energética e a criação de oportunidades de negócio neste segmento

 

Os membros do Conselho Estadual de Energia do Amazonas (CEE) aprovaram, na quinta-feira (04/05), o novo regimento interno que vai nortear as ações do conselho, e definiram a criação de Câmaras Técnicas para o estudo do marco energético do Estado.

O CEE, que é vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), por meio da Secretaria Executiva de Mineração, Energia, Petróleo e Gás (Semep), segue as determinações do governador Wilson Lima e dá mais um passo para a criação da política energética do Amazonas.

 

Esta é a segunda reunião do conselho, com representantes de diversos segmentos e que está aberto à contribuição da sociedade. "O regimento do conselho será público, o que o Governo faz tem que ser transparente e nós vamos fazer assim, o Conselho já é da sociedade, por isso ele tem representantes de todos os segmentos”, ressaltou o secretário Executivo da Semep, Marco Antônio Villela.

 

Villela explicou, ainda, que as ações serão segmentadas e terão mais agilidade com a criação das câmaras técnicas, visando desenvolver a política estadual de incentivo ao aproveitamento de fontes renováveis de energias e eficiência energética, segundo a Lei 5350/2020, contribuindo com a geração de conhecimento, novas tecnologias, estímulo ao uso de fontes renováveis, empregos e oportunidades de negócios neste setor.

O regimento interno será publicado no endereço https://www.sedecti.am.gov.br/após inclusão das contribuições das entidades que integram o colegiado.

 

Além da Sedecti, também fazem parte do conselho a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Associação Amazonense dos Municípios (AAM), e o Fórum Permanente das Secretarias Municipais do Meio Ambiente do Amazonas (Fopes).


0 comentário
bottom of page