Buscar
  • Adauto Silva

Cheia de 2021 supera o dia a dia das cheias de 2015 e 2012 em Manacapuru



O Baixo rio Solimões mediu neste sábado, 08/06, 20 metros e 20 centímetros, o suficiente para atingir 12 bairros e parte do centro da cidade de Manacapuru.


Na zona rural, região de várzea 90% da área ja está submersa. Quem não conseguiu levar o gado para a terra firma terá que enfrentar a cheia com o rebanho dentro d'água.



Na plantação, quem ainda não fez a colheita começa perde a produção para a água.



Na principal área comercial a água avança pelo sistema de esgoto e a rua próximo a câmara municipal e a feira do produtor foi elevada para não deixar parte do comércio isolado.



Na parte baixa, rua do comércio prontuário, o rio ultrapassou o muro de arrimo e pontes de madeira foram construídos e são hoje a única via de acesso.



Segundo a defesa Civil do Município já foram construídos pouco mais de 8,3 kms de pontes para facilitar o acesso das pessoas às suas casas.



Um dos bairros mais atingidos é o da Correnteza. Toda orla do rio Solimões e a parte de trás do bairro, que e banhada pelo rio Mitiri, ruas e casas estão alagadas.



Na estação de medição do nível do rio em Manacapuru, a régua marca 20 metros e 20 cm, registro que, se comparado com as duas grandes cheias registradas na região (2015 e 2012) na mesma data, mostra que o nível do rio já superou grandes cheias.

0 comentário