top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Casos de latrocínio reduzem 25% no Amazonas

Em Manaus, a redução chega a 37%. Zonas leste e oeste apresentam os menores índices

 

O Amazonas apresentou uma redução no número de latrocínios (roubo seguido de morte), no período de janeiro a julho de 2023, de acordo com dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), por meio do Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp). Conforme os dados, nos primeiros sete meses deste ano foram registradas 27 ocorrências do tipo, contra 36 casos no mesmo período do ano passado, o que representa uma queda de 25% no número deste tipo de crime.



De acordo com o Ciesp, no período analisado a capital Manaus apresentou redução de 37% nos crimes de latrocínio. Conforme o estudo, de janeiro a julho de 2023 foram contabilizadas 17 ocorrências, enquanto 2022 acumulou 27 casos no mesmo período.



Para o secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, a baixa nos casos de latrocínio se deve ao monitoramento intensivo em diferentes áreas da cidade, reforçados pela atuação das Forças de Segurança do Estado.



“O Sistema de Segurança, por meio do Ciesp, faz o monitoramento de indicadores, e as Mortes Violentas Intencionais (MVI) representam um indicador que o sistema contabiliza diariamente. Todas essas informações são repassadas às polícias Militar e Civil, que trabalham muito alinhadas com a nossa perícia técnica. E o resultado dessa ação integrada é esse, a redução de vários indicadores, dentre eles a de latrocínio”, afirmou o secretário.



Zonas de Manaus

Quando analisadas as zonas da capital onde houve os menores índices de latrocínio, os números do Ciesp revelam redução nas zonas oeste, leste e norte, respectivamente.



O levantamento aponta que, de janeiro a julho de 2023, a zona oeste registrou dois casos de roubo seguido de morte, contra cinco registrados no mesmo período do ano passado.

Na zona leste, o número caiu pela metade: foram oito casos em 2022, contra quatro no mesmo período deste ano.



Na zona norte, o resultado também se mostra positivo, sendo oito ocorrências de latrocínio acumuladas em 2022, contra duas em 2023.

0 comentário

Comments


bottom of page