top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Caprichoso comemora bicampeonato com Sambódromo lotado

Bumbá mostrou o mesmo espetáculo que lhe rendeu a vitória em Parintins


Os torcedores do boi-bumbá Caprichoso lotaram o Sambódromo na noite deste sábado para festejar o bicampeonato do Touro Negro, conquistado no 56º Festival Folclórico de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus). Defendendo o tema “O Brado do Povo Guerreiro”, o bumbá azul e branco somou 1.259 pontos contra 1.258,8 do boi Garantido.



Há décadas não se via o Sambódromo lotar a ferradura e as arquibancadas como neste sábado. Para o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, foi o encerramento de uma temporada de sucesso.



“Começou com o lançamento no Teatro Amazonas, depois o lançamento em Parintins, depois em Brasília, depois o festival. Agora é o encerramento desta temporada de sucesso”, afirmou.


O presidente do boi-bumbá Caprichoso, Jender Lobato, disse estar com sentimento de dever cumprido. “Há vinte anos eu não via o Sambódromo assim. Com as arquibancadas lotadas. O povo Caprichoso ama o boi. Só tem que fazer ele feliz. E nós fizemos”, disse.


Sobre o movimento “fica Jender”, crescente entre os torcedores do Caprichoso, o presidente afirmou que tocou, sim, seu coração. “Mas eu já cumpri minha missão no Caprichoso”, afirmou.


Em total clima de comemoração, o levantador oficial do boi, Patrick Araújo, o apresentador Edmundo Oran e o amo do boi, Prince do Caprichoso, comandaram a edição especial do Bar do Boi, acompanhados pelo ritmo contagiante da Marujada de Guerra.



Os demais itens que participaram das apresentações que renderam o título ao Caprichoso também participaram da Festa da Vitória. O tripa oficial, Alexandre Azevedo; sinhazinha da fazenda, Valentina Cid; porta-estandarte, Marcela Marialva; cunhã-poranga, Marciele Albuquerque; a rainha do folclore, Cleise Simas; e o pajé, Erick Beltrão, também estiveram no palco do Bar do Boi, no Sambódromo, repetindo as performances executadas nas  três noites do Festival.


As torcidas oficiais Fab e Raça Azul, Troup Caprichoso e Corpo de Dança Caprichoso-CDC Manaus também integraram o elenco da Festa do Bicampeão. Como de praxe, não faltaram provocações ao “contrário” derrotado.

0 comentário

Comments


bottom of page