Buscar
  • Adauto Silva

Brasil vira cassino na calada da noite: Câmara dos Deputados aprova jogos de azar nesta madrugada



O esforço da bancada evangélica para bloquear a votação do requerimento de urgência do projeto foi em vão. Na madrugada desta quinta-feira, 24, a Câmara dos Deputados aprovou na sessão do Plenário, o Projeto de Lei 442/91, que legaliza os jogos de azar no Brasil, inclusive os cassinos.



Votação

O projeto contou com 246 votos favoráveis, 202 contrários e 3 abstenções.


A votação seguirá para análise do Senado. Contudo, em entrevista a uma rádio do Espírito Santo, o Presidente Jair Bolsonaro já antecipou que vetará o Projeto. Ele é totalmente contrário a ideia: “Nós sabemos que o cassino aqui no Brasil, se tivesse, serviria como uma grande lavanderia. Serviria para lavar dinheiro, e também para destruir as famílias. Muita gente iria se entregar ao jogo e o caos se faria presente junto ao seio das famílias aqui no Brasil”, declarou.



O texto do Projeto de Lei propõe a legalização de todas as modalidades de jogos, como cassinos integrados em resorts, cassinos urbanos, jogo do bicho, apostas esportivas, bingos, jogos de habilidade e corridas de cavalos.


As licenças seriam concedidas por meio de leilões, e os jogos seriam fiscalizados por um órgão regulador e supervisor federal.



Bancada Evangélica votou contra

Integrante da bancada evangélica, o deputado Eli Borges (Solidariedade-TO) afirmou que os jogos de azar levam a vício e destroem famílias. Declarou também que locais com cassinos liberados enfrentam o custo social da medida: criminalidade em alta e tráfico de drogas.

A bancada evangélica tentou bloquear a votação do requerimento de urgência do projeto. No entanto, foi feito acordo com partidos da oposição para aprovar a urgência e viabilizar o início da discussão da proposta.


0 comentário