top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Benefícios anunciados pelo Governo do Amazonas devem alcançar mais de 30 mil servidores

Além do reajuste salarial, haverá aumento no auxílio-transporte e pagamento de progressões entre os benefícios

 

O Governo do Amazonas anunciou, nesta quinta-feira (1/6), uma série de benefícios para os 33.168 profissionais da educação do estado. Além do reajuste de 8% da data-base, o governo anunciou o aumento de 18,42% no valor do auxílio-transporte, pagamento de 2.225 progressões verticais, entre outros.

Serão concedidas 2.225 progressões verticais para professores e pedagogos da rede estadual de ensino. As progressões verticais ocorrem por meio de titularidade acadêmica, com a conclusão de cursos de pós, mestrado e doutorado em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC).

 

Outro anúncio desta quinta-feira foi o reajuste no auxílio-transporte, que vai passar de R$ 167,20 para R$ 198.

 

O Governo do Amazonas também vai encaminhar dois Projetos de Lei (PLs) para a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) para concessão de Regime Complementar para secretários escolares e coordenadores distritais.

 

Com a implantação do Regime Complementar, os secretários que possuem regime de trabalho de 30 horas semanais, poderão trabalhar, até 10 horas a mais, em regime complementar.

 

Os coordenadores que atuam no regime de 20 horas semanais poderão trabalhar, em regime complementar, até no máximo 40 horas semanais.

 

“O Governador do Estado do Amazonas tem feito um trabalho de valorização nos últimos quatro anos de seu governo de uma forma muito intensiva. Além da questão da data-base, que já foi reajustada 2019/2020/2021, O Governador concedeu um considerável abono Fundeb a todos os profissionais, estendendo, inclusive, esse abono Fundeb para todos os profissionais administrativos, merendeiras, secretários escolares”, destacou a secretária de Educação, Kuka Chaves.

 

No acumulado de 2019 a 2022, o estado pagou aos profissionais, em abono do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), valores que variam de R$ 23 mil a R$ 69 mil.

 

Com o reajuste da data-base, o piso salarial dos professores de jornada de 40 horas sairá de R$ 4.749,22 para R$ 5.129,16. O valor será pago no final do mês de junho e retroativo a março, mês da data-base da categoria. Somente em retroativos, os servidores irão receber em junho R$ 1.519,76.


0 comentário

Comments


bottom of page