top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Base Arpão: Em 11 meses, ações da SSP-AM resultam em mais de R$ 75,5 milhões de danos ao crime

Atualizado: 27 de nov. de 2023

 Entorpecentes, armas de fogo, munições e pescado lideram a lista dos principais materiais apreendidos nos rios do Estado

 

De 1º de janeiro a 22 de novembro de 2023, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), por meio de policiais que atuam na Base Fluvial Arpão, em Coari, (a 363 quilômetros de Manaus), já retirou de circulação mais de R$ 75,5 milhões com a apreensão de itens ilegais. Entorpecentes, armas de fogo, munições e pescado lideram a lista dos principais materiais apreendidos nos rios do Estado.


 

Ao todo, o acumulado de apreensões é de R$ 75.335.088,23. Somente em drogas, foram mais de 2,1 toneladas apreendidas pelas Forças de Segurança, o que representa um dano de R$ 63.006.659,98 ao crime organizado.


 

O titular da SSP-AM, coronel Vinícius Almeida, destacou o trabalho do efetivo que atua na Base Fluvial Arpão e disse que as fiscalizações serão intensificadas com a entrega da Base Fluvial Arpão 2, pelo Governo do Amazonas.


 

“O Estado ganhará um importante reforço no combate à criminalidade nos rios quando a Base Arpão 2 entrar em operação. Iremos aumentar o patrulhamento nas calhas dos rios Solimões e Negro.”, ressaltou Almeida.



Números


De acordo com o Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira e Divisas do Amazonas (GGI-F) da SSP-AM, ao longo de pouco mais de 11 meses foram apreendidos 1,4 tonelada de skunk (R$ 21.556.586,58), 489 quilos de pasta base de cocaína (R$ 24.782.282,40), 260 quilos de cocaína (R$ 16.591.455,00), 5 quilos de oxi (R$ 75.530,00), 250 gramas de maconha (R$ 786,00) e 2 gramas de crack (R$ 20,00).

 

No mesmo período, também foram apreendidas 46 armas de fogo, 1.961 munições, 160 mil litros de combustível, 104 itens eletrônicos e R$ 4,9 mil em espécie. Juntas, estas apreensões totalizam R$ 1.068.080,25.

 

No relatório parcial de apreensões da Base Arpão constam, ainda, 21,7 toneladas de carne de caça/pescado (R$ 626.655,00); 13 embarcações (R$ 8.186.200,00); 16 veículos (R$ 492.500,00); 53 metros cúbicos de madeira (R$ 88.000,00); 5,9 quilos de ouro (R$ 1.803.613,00) e outros itens ilegais (R$ 63.380,00). 


0 comentário
bottom of page