Buscar
  • Adauto Silva

Aumento do número de municipios com novos casos de covid preocupa autoridades de saúde do Amazonas


Amazonas não registra óbitos por Covid-19, aponta Boletim da FVS-RCP, nesta quinta-feira (25/11)



O que começa a preocupar as autoridades de saúde é o aumento diário do número de municípios com novos pacientes infectados pelo coronavírus. Nesta quinta-feira, 19 municípios apresentaram 93 novo pacientes infectados.


O Boletim diário da FVS/A1M com os dados da covid-19 chega a 600 edições nesta quinta-feira, e registra 136 novos casos de Covid-19, totalizando 429.471 casos da doença no estado, sem óbitos registrados nas últimas 24h, permanecendo em 13.798 o total de mortes.



Em Manaus, foram notificados 732.240 casos, enquanto no interior do estado, o número chega a 565.434.


Municípios – Dos 429.471 casos confirmados no Amazonas até esta quinta-feira (25/11), 205.244 são de Manaus (47,79%) e 224.227 do interior do estado (52,21%).



A capital, Manaus, tem 43 novos casos confirmados. No interior, os 19 municípios que têm casos novos registrados são: Jutaí (19), Humaitá (12), Autazes (9), Juruá (9), Itacoatiara (7), Barreirinha (5), Boa Vista do Ramos (5), Maués (5), Anamã (4), Coari (4), Tefé (4), Careiro (2), São Gabriel da Cachoeira (2), Benjamin Constant (1), Manacapuru (1), Parintins (1), Presidente Figueiredo (1), Rio Preto da Eva (1) e São Paulo de Olivença (1).


Veja como está a Covid-19 em seu municipio


Óbitos – Entre as vítimas em Manaus, há o registro de 9.497 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus. No interior, são 61 municípios com óbitos confirmados até o momento, totalizando 4.301.


Apesar do avanço na vacinação as medidas preventivas devem ser mantidas



Medidas preventivas contra a Covid-19 - O uso da máscara de proteção facial, manter a distância entre as pessoas, lavagens das mãos com água e sabão ou a utilização de álcool em gel e a adesão à imunização realizada na Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19, são as recomendações consideradas fundamentais no controle da circulação do vírus SARS-CoV-2, que continua presente no Estado.



0 comentário