top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Amazonas recebe mais 173 mil doses de vacinas bivalentes

Atualizado: 6 de mar. de 2023

Doses foram armazenadas no Centro de Imunobiológicos do Amazonas

 

O Amazonas divulga, nesta segunda-feira (06/03), o recebimento de mais 173.118 doses de vacina Pfizer bivalente contra a Covid-19, que serão utilizadas nas campanhas de vacinação contra a doença nos municípios do estado. As vacinas bivalentes protegem contra o vírus original de Covid-19, além da ômicron e as subvariantes dela.

 

As doses chegaram a Manaus no domingo (05/03), no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, e foram encaminhadas até a sede da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM).

 

O rótulo do imunizante bivalente contra a Covid-19 da Pfizer, se diferencia das demais do mesmo laboratório pela tampa de cor cinza. As doses do imunizante foram armazenadas no Centro de Imunobiológicos do Amazonas, integrante da FVS-RCP em Manaus.

 

As doses serão distribuídas aos municípios do Amazonas, mediante agendamento realizado pelas secretarias municipais de saúde junto à coordenação estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI).

 

Quem pode tomar a bivalente

A vacinação com as doses bivalentes ocorre em fases. O esquema vacinal para os grupos prioritários é de uma dose de vacina bivalente (reforço) para as pessoas que apresentarem, pelo menos, o esquema primário de duas doses com vacinas monovalentes.

 

Quem não faz parte dos grupos prioritários deve concluir a imunização com doses monovalentes.  O intervalo para doses de reforço com vacinas bivalentes será a partir de 4 meses da última dose de reforço ou do esquema primário com monovalentes.

 

Os grupos prioritários são: Pessoas a partir de 60 anos ou mais; pessoas vivendo em instituições de longa permanência, como asilos, com idade a partir de 12 anos, abrigados e trabalhadores destas instituições; imunocomprometidos; comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas; gestantes e puérperas. 

 

0 comentário

Comments


bottom of page