top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Amazonas conquista 17 medalhas e dois recordes escolares no primeiro dia das Paralimpíadas Escolares

Os paratletas amazonenses seguem com possibilidade de conquistas no atletismo, badminton, halterofilismo, tênis de mesa e natação

 

O primeiro dia de disputas na fase final das Paralimpíadas Escolares 2023 rendeu 17 medalhas para a delegação amazonense de paradesporto. Além dos êxitos conquistados no atletismo, natação e halterofilismo, o Amazonas também foi responsável pela quebra de dois recordes escolares.


 

Os nomes dos recordistas escolares amazonenses são figuras conhecidas nas Paralimpíadas Escolares 2023. Tratam-se de Manassés Santos e Wesley Oliveira, que já tinham sido recordistas na etapa regional em Brasília, ocorrida entre agosto e setembro deste ano. No lançamento de disco e na corrida dos 1.500 metros, Manassés e Wesley, respectivamente, marcam história na competição.


 

Manassés, de 15 anos, agora é detentor de dois recordes na história das Paralimpíadas Escolares. Em Brasília, o êxito aconteceu na prova do lançamento do dardo. E Wesley, 17, superou sua própria marca na fase derradeira da competição, que agora reúne paratletas de todos estados do país, além do Distrito Federal.


 

“Esse recorde é fruto de muito trabalho, de uma planilha de treinos executada e, agora, é evoluir cada vez mais. Desejo parabéns para o meu colega Manassés, que agora tem dois recordes escolares. Mostramos que o Amazonas está bem representado e que é possível alcançar”, ressaltou Wesley Oliveira. Manassés e seu colega são oriundos da rede estadual, das Escolas Estaduais (EE) Augusto Carneiro dos Santos e Senador João Bosco Ramos de Lima, respectivamente.


 

Oportunidade

 

Com duas edições no quadro de modalidades em disputa das Paralimpíadas Escolares, o halterofilismo segue sendo uma novidade para os paratletas que participam das suas organizações. Para a aluna Emily Botelho, entretanto, conquistar medalhas na modalidade estreante é visto com naturalidade.


 

“Carreguei 45 quilos na primeira tentativa, 50 quilos na segunda e meu recorde pessoal de 52 quilos na terceira. Já tinha conquistado a medalha de prata na última edição das Paralimpíadas Escolares, em 2022. Estou muito feliz e ainda tenho mais um ano escolar para conquistar ainda mais medalhas”, contou Emily, que é aluna da EE Eliana Pacheco Socorro Braga.

 

Treinador e responsável técnico pela equipe amazonense de halterofilismo nas Paralimpíadas Escolares 2023, Getúlio Oliveira ressaltou a relevância do incremento do esporte na etapa inicial da vida de um atleta, o momento escolar.

 

“A base é um momento muito importante para um atleta e mais relevante ainda é ter esse movimento também voltado para alunos com deficiência, que normalmente recebem ainda menos oportunidades. Hoje, nossa expectativa é contribuir com o quadro de medalhas do Amazonas. A Emily teve êxito e o João Pedro (paratleta amazonense) também terá”, destacou o professor.

 

Getúlio também é docente da rede estadual de ensino e foi quem descobriu o atual campeão de halterofilismo dos Jogos Parapan-Americanos 2023, o ex-aluno da Escola Estadual (EE) Antônio da Encarnação Filho, Lucas dos Santos.

 

Os paratletas amazonenses seguem, nesta quinta-feira (30/11), com possibilidade de conquistas em todas as modalidades em que participam: no atletismo, badminton, halterofilismo, tênis de mesa e natação.

 

Na última edição da fase final das Paralimpíadas Escolares, o resultado do Amazonas foi a conquista de 34 medalhas.

 

Quadro de medalhas

 

O Amazonas finalizou o primeiro dia com sete medalhas de ouro, cinco medalhas de prata e cinco de bronze conquistadas. Os vencedores são:

 

Ouro:

- Manassés (Lançamento de Disco, Recorde Escolar)

 

- Manassés (Lançamento do Dardo)

 

- Marcelo Henrique (100m Peito - Natação)

 

- Samuel Miranda (Lançamento do Disco)

 

- Samuel Miranda (Arremesso de Peso)

 

- Wesley Oliveira (1.500m, Recorde Escolar)

 

- Kauã Barbosa (1.500m)

 

Prata:

- Joaquim Filho, atleta guia (1.500m)

 

- Kauã Barbosa (100m)

 

- Emily Botelho (Halterofilismo)

 

- Marcos Biazze (1.500m)

 

- Marcos Biazze (Lançamento de Disco)

 

Bronze:

- Adriano Silva (salto em distancia)

 

- Wellington Carlos (Salto em Distância)

 

- Ludmarlon Rocha (1.000m)

 

- João Matheus (Arremesso de Peso)

 

- Wesley Oliveira (100m)

0 comentário
bottom of page