top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Alerta Mulher: De janeiro a abril, sistema recebeu 57 acionamentos para emergências

Aplicativo é destinado a mulheres com medidas protetivas concedidas ou solicitadas na Justiça

 

O aplicativo “Alerta Mulher” recebeu 57 acionamentos para atendimento de emergência relacionado à violência contra a mulher, entre os meses de janeiro e abril deste ano. O aplicativo foi desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), através do Departamento de Tecnologia da Secretaria Executiva-Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada de Segurança (Seagi), em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

O aplicativo é destinado às mulheres que foram vítimas de violência ou de ameaça, sendo monitorado em tempo real pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).  Para realizar o cadastro, a vítima deve registrar um Boletim de Ocorrência (BO) e apresentar durante o processo de cadastro. O sistema foi elogiado pela Ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, que esteve em Manaus, em abril deste ano, e conheceu o atendimento diretamente do Ciops.

 

De acordo com o Cabo Luiz Ricardo, coordenador do Ciops, a resposta aos acionamentos pelo botão de alerta tem que ser rápida, por isso os atendentes são treinados e orientados a seguir um protocolo para atender a esse tipo de ocorrência.

 

“Esses atendimentos são feitos preferencialmente por uma equipe da Sejusc, sendo em parceria com a Secretaria de Segurança para atender mulheres que têm medida protetiva ou fizeram a solicitação na justiça. A Sejusc ao mandar o agente aqui para o Ciops, passa por um treinamento nas delegacias junto à utilização desse sistema e, aqui, promovemos os ajustes técnicos em relação ao atendimento”, explicou.

 

A educadora social da Sejusc, Raimunda Santos, que realiza os atendimentos por meio do Sistema, destaca que os atendimentos têm que ser rápidos e o aplicativo monitora a vítima por meio de um sistema de GPS, que ajuda a polícia até em caso de perseguição ou fuga.

 

“Quando o agressor chega próximo da vítima ela aperta um botão que emite o alerta no nosso computador e acionamos imediatamente a viatura da área, com um sistema de monitoramento via GPS da localização da vítima sempre atendendo em tempo real. A resposta costuma ser imediata”, relatou a educadora e atendente do Sistema.

 

Como usar

 

A vítima pode baixar o aplicativo no sistema Android, por meio do Google Play Store. O “Alerta Mulher” permite que a vítima já cadastrada envie fotos e áudios. As informações são recebidas pela equipe de monitoramento do Ciops, que aciona uma viatura para atender a ocorrência.


0 comentário

Comments


bottom of page